Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Zero Desperdício lança App que combate desperdício têxtil em Portugal

Zero Desperdício lança App que combate desperdício têxtil em Portugal

A nova plataforma visa assegurar a comunicação e partilha de excedentes têxtil entre doadores e beneficiários, reduzindo o desperdício e aumentando o ciclo de vida das peças de vestuário e de têxtil lar.

Pinterest Google+

A Zero Desperdício candidatou-se ao cofinanciamento do Fundo Ambiental, no âmbito da linha de financiamento “Educação Ambiental + Sustentável – Produção e Consumo Sustentáveis”, com o projeto “Share2Use”, o qual se materializa na WebAPP ZERO DESPERDÍCIO que permite combater o desperdício têxtil em Portugal.

 

Esta plataforma colaborativa será lançada em dezembro’20 e passará por uma fase de implementação em formato de projeto piloto com parceiros estratégicos. Visa assegurar a comunicação e partilha de excedentes têxtil, entre doadores e beneficiários reduzindo o desperdício e aumentando o ciclo de vida das peças de vestuário e/ou têxtil lar, através da revalorização, isto é reutilização, recuperação ou reciclagem, de acordo com os princípios da economia circular.

 

VEJA TAMBÉM: TORNE O SEU APARTAMENTO MAIS AMIGO DO AMBIENTE

 

Este projeto procura, à semelhança do que sucede no fluxo alimentar gerido pela Zero Desperdício, gerar um movimento de combate ao desperdício têxtil, assegurar a medição de impacto ambiental, económico e social no fluxo têxtil e promover a visibilidade destes impactos na comunidade de forma inovadora e educativa perspetivando a mudança de comportamentos, em prol do planeta e da sociedade.

 

Nas palavras de Paula Policarpo, presidente da Zero Desperdício e coordenadora do projeto, «esta ação de comunicação vem reforçar a necessidade de apresentar junto das organizações e consumidores informação prática sobre o desperdício têxtil e a necessidade de implementar políticas e ações que promovam a circularidade».

 

Segundo a análise da consultora Winning, foram produzidos quase de 1 milhão de toneladas de resíduos urbanos em 2018, dos quais apenas 50% sofreram operações de valorização. O setor têxtil é dos que apresenta maior potencial para a circularidade, assim como para o atingimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

 

VEJA TAMBÉM: CONSUMIDORES POUCO INFORMADOS E DESCONFIADOS DOS PRODUTOS ‘AMIGOS DO AMBIENTE’

 

De acordo com André Machado Gonçalves, diretor técnico do projeto, «este é um tema cada vez mais premente, considerando que cada vez se consome mais roupa e cada vez se usa menos tempo, o que leva a aumentos significativos na taxa de desperdício de produtos ainda com qualidade assinalável».

 

No âmbito do projeto e com o objetivo de abordar e ouvir a indústria que se debate com a esta problemática em Portugal, a Zero Desperdício irá realizar um webinar sobre o “O DESPERDÍCIO TÊXTIL EM PORTUGAL: DESAFIOS E SOLUÇÕES”, no próximo dia 9 de Dezembro’20 pelas 16h30, o qual conta com a participação do seguinte painel de oradores: André Gonçalves (Winning), Carmen Lima (Quercus), Luís Veiga Martins (Nova SBE), Paula Policarpo (Zero Desperdício), Susana Lopes (Lipor), Tiago Nicholas (Heavy London) e Vitor Vieira (Câmara Municipal de Lisboa). Os interessados em assistir ao webinar podem inscrever-se de forma gratuita na plataforma online ZOOM, através da seguinte ligação: INSCRIÇÃO AQUI.

 

 

 

 

Artigo anterior

As 20 perguntas que deve fazer antes de procurar um novo emprego

Próximo artigo

«HPV e Quê?»: roadshow alerta jovens para vírus do cancro do colo do útero