Home»BEM-ESTAR»CORPO»Yoga: a importância da prática para as crianças

Yoga: a importância da prática para as crianças

Há mais de 6000 anos surgia na Índia o yoga, prática que até aos dias de hoje tem conquistado participantes de todas as idades. A propósito do Dia Internacional do Yoga, estabelecido pela Organização das Nações Unidas e assinalado a 21 de junho, falámos com a instrutora Tatiana Buhrnheim, que nos explica a importância da prática para os mais pequenos.

Pinterest Google+

Segundo a Federação Portuguesa de Yoga, o yoga pretende visar o equilíbrio e a harmonização do ser, caraterísticas essenciais para o desenvolvimento humano, principalmente na infância. O dia 21 de junho, classificado como Dia Internacional do Yoga, foi escolhido em alusão ao solstício de verão.

 

Tatiana Buhrnheim explica que o yoga para crianças funciona como uma iniciação à filosofia milenar: «Eles plantam uma sementinha para que se torne algo para a vida delas, caso desejem. As crianças aprendem a brincar através de histórias, jogos cooperativos, brincadeiras, sobre conceitos como não-violência, a verdade, o contentamento, o desapego, entre outros. Aprendem sobre união com as outras crianças e a sentirem uma conexão maior com a natureza e principalmente sobre parar, respirar, acalmar e olhar para si mesmas. Tudo isto pode ajudá-las nos relacionamentos com as outras crianças e com a própria família».

 

A prática desta filosofia pelos mais jovens traz consigo benefícios tanto para a saúde física como psicológica. «No caso da saúde física, a prática de posturas ajuda a fortalecer, alongar, movimenta as articulações, traz consciência sobre o seu corpo e os seus limites e a autoconfiança. Trabalha também a coordenação motora e fortalece o sistema imunológico».

 

VEJA TAMBÉM: VAI INICIAR-SE NO YOGA? CONHEÇA OS VÁRIOS TIPOS

 

Já em relação à parte psicológica, «o yoga além de trazer mais consciência tem como objetivo acalmar a mente, o que pode ajudar os mais novos a ter mais foco e concentração, mais calma, menos stress e mais compaixão em relação ao próximo». Para as crianças que se querem iniciar no yoga, o primeiro passo é encontrar um professor especializado nessa faixa etária, já que as aulas funcionam de forma diferente dos adultos.

 

Nas aulas para os mais novos é trabalhada a educação, através da passagem de conhecimentos sobre anatomia, linguagem e escrita, matemática e lógica, ritmos e conceitos pessoais, a saúde, através das posturas, movimentos e técnicas de concentração e relaxamento e ainda a felicidade, através do desenvolvimento do melhor de cada um e da convivência com os outros.

 

«As aulas devem ser bem lúdicas, utilizando brincadeiras, contando histórias, utilizando bonecos, jogos cooperativos, sempre com o ideal de envolver as crianças com a prática. Não deve também haver permanências longas nas posturas, pois as crianças ainda estão em fase de desenvolvimento. As aulas não devem ser muito longas já que normalmente as crianças não conseguem ficar muito tempo a fazer a mesma atividade», descreve a instrutora.

 

VEJA TAMBÉM: AS POSIÇÕES DE YOGA E OS SEUS BENEFÍCIOS

 

Para quem quer iniciar-se no yoga, mas não sabe como, Tatiana Buhrnheim explica que o primeiro passo é encontrar um professor experiente, com boa formação «e que tenha o yoga como uma verdade na sua vida, já que esta não é apenas uma prática que se faz num tapete. Tradicionalmente o yoga passa de professor para aluno e um bom professor irá respeitar o tempo de cada um e guiá-lo nesse caminho do autoconhecimento».

 

De uma forma resumida, a prática de yoga ajuda as crianças no desenvolvimento da sua autoestima e na diminuição dos problemas de disciplina, aprendendo a respeitar os seus pares. Veja, na galeria, no início do artigo, um resumo dos benefícios do yoga para as crianças.

 

Artigo anterior

Talvez não esteja a perder peso porque...

Próximo artigo

Os melhores vinhos para o verão: harmonizações e temperaturas