Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Visitas gratuitas vão mostrar cada centímetro do Metro de Lisboa em 2018

Visitas gratuitas vão mostrar cada centímetro do Metro de Lisboa em 2018

No ano em que assinala 70 anos, as portas do Metro de Lisboa vão abrir-se para o programa “Visitas para (re)viver Lisboa”. As visitas vão decorrer uma vez por mês, com a primeira marcada para o dia 22 de fevereiro.

Pinterest Google+
PUB

No âmbito do 70º aniversário, que se comemora em 2018, o Metropolitano de Lisboa lança o programa “Visitas para (re)viver Lisboa”, que inclui visitas guiadas gratuitas a várias estações de Metro.

 

Uma vez por mês, durante o corrente ano, as visitas guiadas promovidas pelo Metropolitano de Lisboa irão dar a conhecer a história, a arte e a arquitetura de algumas das estações mais emblemáticas da sua rede.

 

VEJA TAMBÉM: UMA HISTÓRIA DE FELICIDADE: O VEGETARIANO MAIS ANTIGO DE LISBOA FAZ 40 ANOS

 

Será possível beneficiar desta experiência, mediante inscrição prévia no site do Metro, tendo cada visita um limite máximo de 20 inscrições. As inscrições para cada visita estão disponíveis durante as três semanas que antecedem a sua realização e até 72h antes.

 

O primeiro ciclo de visitas terá início na quinta-feira, dia 22 de fevereiro, na linha Azul, decorrendo nas estações Avenida, Jardim Zoológico, Alto dos Moinhos, Laranjeiras e Colégio Militar/Luz, sendo que esta visita se encontra já esgotada. As visitas têm início às 11 horas e uma duração de cerca de duas horas, estando já marcadas seis destas visitas. Veja o programa abaixo.

 

Data Estações
22/02 Avenida, Jardim Zoológico, Alto dos Moinhos, Laranjeiras e Colégio Militar/Luz
22/03 Avenida, São Sebastião, Olaias, Olivais e Oriente
19/04 Avenida, Marquês de Pombal, Campo Pequeno, Quinta das Conchas e Ameixoeira
24/05 Avenida, Baixa-Chiado, Rossio, Alvalade e Telheiras
28/06 Avenida, Marquês de Pombal, Picoas e Edifício Sede Social
26/07 Baixa-Chiado, Cais do Sodré, Martim Moniz, Roma e Campo Grande e também o Parque de Material e Oficinas

 

Artigo anterior

A 7ª edição das 7 Maravilhas vai redescobrir o mundo rural de Portugal

Próximo artigo

Os acessórios de pele também são sexy e falam português