Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Verrugas genitais: diagnóstico e tratamento

Verrugas genitais: diagnóstico e tratamento

Embora as verrugas genitais muitas vezes desapareçam com o tempo, o vírus não pode ser eliminado, uma vez que está na sua corrente sanguínea. Saiba como se previnem e tratam as verrugas genitais.

Pinterest Google+

As mulheres a quem foram diagnosticadas verrugas genitais podem necessitar de realizar o Papanicolau a cada 3 a 6 meses após o seu tratamento inicial para vigiar quaisquer alterações no colo do útero. Isso porque certos tipos de HPV que causam verrugas genitais também estão associados com cancro cervical e a alterações pré-cancerosas do colo do útero.

 

As verrugas genitais e nas mãos são causadas por diferentes estirpes de HPV. Você não deve usar tratamentos para verrugas de mão em verrugas genitais, usar os tratamentos errados pode fazer mais mal do que bem. Alguns remédios tradicionais podem ser úteis no tratamento de verrugas genitais, mas há pouca evidência para apoiá-los.  Consulte sempre o seu médico antes de tentar um remédio caseiro.

 

As verrugas genitais são um sintoma comum de infeção pelo HPV que pode ser desconfortável ou doloroso. Eles podem desaparecer ao longo do tempo, mas o tratamento é essencial para evitar o seu retorno e possíveis complicações. Falar com o seu parceiro sobre verrugas genitais pode ser difícil, mas é uma conversa importante a ter. Ser aberto acerca deste problema pode ajudá-la a proteger o seu parceiro contra a infeção e consequentes verrugas.

 

VEJA TAMBÉM: VERRUGAS GENITAIS: O QUE SÃO E QUAIS AS CAUSAS?

 

Como prevenir as verrugas genitais

Uma vacina contra o HPV chamada Gardasil pode proteger homens e mulheres contra os tipos de HPV mais comuns que causam verrugas genitais e também pode proteger contra os tipos de HPV que estão relacionados com o cancro cervical. Uma vacina chamada Cervarix também está disponível. Esta vacina protege contra o cancro cervical, mas não contra as verrugas genitais.

 

Homens e mulheres até aos 46 anos podem receber a vacina contra o HPV. Ele também pode ser dado tão cedo quanto a idade de 9 e está já incluída no Plano Nacional de Vacinação e vem num conjunto de 3 tomas diferentes.

 

Estas vacinas devem ser administradas antes de as mulheres se tornarem sexualmente ativas, uma vez que são mais eficazes antes de uma pessoa ser exposta ao HPV. Usar um preservativo também pode reduzir o risco de contrair verrugas genitais.

 

 Texto elaborado com a colaboração do Dr. Miguel Tuna

 

Artigo anterior

Sumo de cenoura, papaia e pepino

Próximo artigo

Epidemia silenciosa: na batalha contra a hepatite C #TodosContam