Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Vamos jogar às fobias?

Vamos jogar às fobias?

O medo afeta e limita em muito a vida do individuo fóbico. Para quem tem medo de aranhas, o 'Veracity' pode ser uma boa ajuda. O jogo foi testado em 22 participantes (fóbicos e não fóbicos) e já esteve em exposição em diversos eventos públicos.

Pinterest Google+
PUB

Daniela Berrincha, 23 anos, tem fobia a aranhas. «Recordo-me que as coisas se começaram a descontrolar quando tinha uns 11/12 anos», conta à Mood. «Não me lembro de nada que tenha feito despoletar isso, mas a minha família diz que quando era pequena a minha avó dizia-me que estava uma aranha em algum sítio quando não queria que mexesse nas coisas».

 

O receio patológico persistente a que o dicionário apelida de fobia é uma realidade que faz parte da vida de muitas pessoas. Provoca geralmente ansiedade e medo irracional em relação a determinado objeto, situação, atividade ou ser vivo. O leque de fobias é extenso e os sintomas são diversos. Foi a pensar neste distúrbio que afeta e limita a vida de muitas pessoas que Bernardo Marques, 25 anos, mestre em Engenharia de Computadores e Telemática, criou o ‘Veracity’, que já lhe valeu o 2º lugar no concurso da Fraunhofer Portugal, na categoria de dissertação de mestrado.

 

Veja também: Quem bebe café tem menos medo

 

‘Veracity’ é um sistema que permite monitorizar as respostas fisiológicas (batimento cardíaco, etc) e comportamentais (afastar a cabeça, movimentar mais as mãos, etc) dos indivíduos quando expostos a estímulos gerados através do uso de realidade virtual.

 

Este jogo, que pode ser instalado em qualquer computador, está focado em indivíduos com fobia a aranhas e encontra-se subdividido em vários níveis onde o individuo é exposto gradualmente aos estímulos alvo, neste caso as aranhas virtuais. Nestes níveis, podem ser encontrados objetos fóbicos e não fóbicos sobre a forma de objetos 3D, onde a interação com os mesmos é feita através do reconhecimento da mão e de gestos.

 

Veja também: Atitudes positivas para 2017

 

No fundo, e de uma forma muito (demasiado) simplista, neste jogo é possível apanhar aranhas com a mão e coloca-las numa caixa (veja o vídeo de demonstração), como se a pessoa arrumasse a fobia que a limita. O objetivo passa por expor o sujeito ao elemento fóbico que lhe causa transtorno até que aprenda a lidar com o seu medo. O confronto virtual pretende ajudar a superar a fobia de uma forma menos agressiva do que seria se houvesse um confronto real com o animal vivo.

Artigo anterior

Restrição de tempo na alimentação pode ajudar na perda de peso

Próximo artigo

Crianças consomem excesso de sal