Home»ATUALIDADE»ENTREVISTAS»«Um organismo acidificado é um íman para o desenvolvimento de doenças»

«Um organismo acidificado é um íman para o desenvolvimento de doenças»

‘A Cura pela Alimentação Alcalina’ é o novo livro do nutricionista Alexandre Fernandes e do nutrtichef Duarte Alves. Juntos partilham os seus conhecimentos sobre a dieta que equilibra o pH do nosso organismo, tornando-o mais alcalino e saudável. Mas, afinal, o que é isto da alimentação alcalina? Fomos saber…

Pinterest Google+

A dieta alcalina tem sido amplamente divulgada. Afinal, que papel tem o pH no nosso organismo?

Alexandre: O pH do nosso organismo – também chamado de nível de acidez – é medido numa escala de 0 a 14. Sendo que de 0 a 7 seria considerado um corpo ácido e de 7 a 14, alcalino. Para encontrar um certo equilíbrio, a alimentação alcalina privilegia uma dieta à base de frutas (abacate, banana, maçã, entre outras), vegetais (acelga, alface, espinafres, entre outros) e legumes (brócolos, couves, repolho, entre outros), em detrimento das carnes, peixes e lacticínios, por exemplo. Claro que os açúcares refinados, as gorduras e o sal estão excluídos deste tipo de dieta. o que significa que esta dieta tem em atenção a qualidade dos alimentos que são ingeridos e a forma como são metabolizados.

 

Quais os benefícios que a alimentação alcalina traz à saúde?

Alexandre: Com este tipo de alimentação/dieta vamos em primeiro lugar “desintoxicar” o organismo. Ou seja, vamos eliminar ou reduzir o excesso de toxinas que temos no corpo provenientes da alimentação do dia-a-dia, bem como aquelas provenientes das reacções químicas e metabólicas. Por outro lado, como se reduz a ingestão de alimentos de origem animal, alimentos industrializados, bem como alimentos ricos em gorduras, açúcares e sal, também se emagrece.

 

VEJA TAMBÉM: OS BENEFÍCIOS DE BEBER ÁGUA ALCALINA

 

O nosso organismo não tem os seus próprios mecanismos de regulação para manter o corpo em equilíbrio?

Alexandre: Sim, sim tem. O nosso organismo tem a capacidade de eliminar os nitrofuranos, metais pesados, nitritos ou nitratos, e outras substâncias mais, provenientes da alimentação e das reacções metabólicas através da respiração, do suor, da urina e das fezes, por exemplo.

 

Que impacto tem a desregulação do pH no nosso organismo?

Duarte: A desregulação do pH tem um enorme impacto no nosso organismo. Quando o organismo está acidificado é um íman para o desenvolvimento de doenças. Mas é possível regulá-lo fazendo prevenção e promovendo um equilíbrio entre a ingestão de alimentos alcalinos e ácidos.

 

VEJA TAMBÉM: RITA BOAVIDA: «AS CÉLULAS MALIGNAS TÊM MAIS DIFICULDADE EM SOBREVIVER NUM AMBIENTE ALCALINO»

 

O título do livro fala em ‘cura’. A que se referem concretamente? É possível curar doenças fazendo uma dieta alcalina? Se sim, quais?

Duarte: A cura que se refere é estarmos sintonizados numa frequência de saúde, com a consciência ativada, fazendo prevenção com uma alimentação alcalina e um estilo de vida saudável. Desta forma, uma dieta alcalina promove a cura em prevenção contra inflamações e intoxicações, reforça todo o sistema imunitário, permite uma melhor absorção dos nutrientes e saúde do aparelho digestivo, e previne o aparecimento de diversos tipos de cancro.

 

É verdade que doenças como o cancro proliferam melhor (ou só) em ambientes ácidos?

Alexandre: Segundo a premissa do prémio Nobel da Medicina (1931), Dr. Otto Warburg: «Nenhuma doença, inclusive o cancro, pode existir num ambiente alcalino». E cada vez mais existe bibliografia que comprova que o cancro tende a desenvolver-se em meios ácidos.

Artigo anterior

Curiosidades sobre o sono: do medo de dormir ao sonhar a preto e branco

Próximo artigo

Donatella Versace distinguida pelo seu papel na moda internacional