Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Ultrapassar uma situação de infidelidade é possível, diz psicólogo

Ultrapassar uma situação de infidelidade é possível, diz psicólogo

Uma situação de infidelidade tem um impacto negativo mesmo nos relacionamentos mais fortes, mas é possível de ser ultrapassada, desde que haja um comprometimento mútuo, revela o psicólogo Pedro Batista.

Pinterest Google+

Apesar de todo o sofrimento e dor que possam estar presentes após uma situação de infidelidade, apenas o empenho e comprometimento mútuo poderão proporcionar uma vivência relacional mais positiva, que continuará a crescer e provavelmente excederá as expectativas anteriores, revela Pedro Batista, psicólogo na Unidade Psiquiátrica Privada de Coimbra.

 

Segundo o psicólogo, uma situação de infidelidade tem um impacto negativo mesmo nos relacionamentos mais fortes, sendo que a descoberta de uma traição por parte do companheiro geralmente desencadeia emoções negativas e intensas em ambos os parceiros, nomeadamente raiva, vergonha, culpa ou remorso.

 

Veja também: Sinais de que pode estar a ser alvo de traição

 

Segundo o especialista, as razões comuns para a infidelidade incluem a falta de atenção para com o outro; as dificuldades de comunicação associadas a necessidades emocionais e do próprio relacionamento; a falta de intimidade, perdas ao nível do afeto e nos cuidados dados ao parceiro; a insegurança e baixa autoestima e o desenvolvimento progressivo de problemas na relação e sem resolução prévia. As dependências do jogo, sexo, álcool ou drogas e os problemas de saúde mental tais como Ansiedade, Depressão ou Perturbação Bipolar são também fatores que podem contribuir para a infidelidade.

 

«Após ter conhecimento de um caso de infidelidade, para algumas pessoas, o afastamento e/ou separação poderá constituir a única solução. Para outros, com o apoio da família, amigos e/ou de um bom terapeuta, é possível ultrapassar uma situação de infidelidade, emergindo, em alguns casos, uma reconstrução e um fortalecimento do relacionamento», explica Pedro Batista.

 

Veja também: Terapia de casa: juntos até que a morte nos separe?

 

Assim, são recomendadas algumas ações que poderão potenciar uma resolução responsável e um desfecho positivo de uma situação de infidelidade:

– Ser responsável e assumir os atos praticados.

– Dar espaço mútuo. A descoberta de um caso é sempre intensa, sendo necessário, nesta fase, evitar discussões emocionalmente intensas;

– Evitar tomar decisões precipitadas e em momentos de forte destabilização emocional. Antes de tomar decisões ou de fazer escolhas, tomar o tempo necessário para entender o que conduziu a esta situação.

– Procurar apoio, considerando a possibilidade de recorrer a um terapeuta. O apoio de familiares e de amigos será benéfico, devendo, no entanto, evitar situações de julgamento ou de crítica.

– Não ter pressa. Mesmo que exista uma forte necessidade de compreender a situação ou um profundo desejo de reconciliação, será fundamental cumprir o tempo necessário que permita restaurar a confiança e atingir uma eventual reconciliação.

 

Artigo anterior

Conservação marinha e reciclagem influenciam moda em 2018

Próximo artigo

Dia Mundial da Coluna: Dicas para jovens mamãs evitarem dores nas costas