Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Truques para comprar (melhor) no supermercado

Truques para comprar (melhor) no supermercado

Caneta e papel na mão. A palavra de ordem é economizar, planear as compras e reduzir as despesas inúteis. É preciso encontrar os alimentos com o menor preço possível, mas com boa qualidade. Seguem 22 dicas que lhe podem ser muito úteis.

Pinterest Google+

É claro que não é nada fácil vencer este desafio, principalmente quando o supermercado é uma verdadeira tentação. Mas, se está disposta(o) a enfrentar os preços, mãos à obra. Comece desde já a eliminar os gastos mais superficiais. Resumi aqui alguns truques que podem ajudá-la(o) a controlar o terrível gesto de comprar por impulso.

 

1- Não vá às compras com fome! Com fome compramos mais do que precisamos e já que os alimentos estão em casa, vamos acabar por come-los.

 

2- Faça uma lista de compras daquilo que realmente precisa, deixando o “menos essencial” de lado, e comece as compras pelo sector dos hortofrutícolas. Desta forma, enchemos o carrinho com frutas, vegetais e legumes (que são volumosos) deixando muito pouco espaço para os outros “itens” que geralmente nos engordam mais.

 

3- Evite passar pelo corredor dos doces e dos aperitivos salgados, porque basta olharmos para abrir logo o apetite, e o que é pior é que fica mais difícil de resistir a estas tentações.

 

VEJA TAMBÉM: O STRESS E A ANSIEDADE FAZEM COMER MAIS

 

4- Se possível compare os produtos alimentares lendo os rótulos e escolha os menos calóricos e os que contenham menos quantidade de gordura. Existem muitas opções no mercado de produtos mais saudáveis e igualmente muito saborosos.

 

5- Tenha em atenção aos lançamentos de novos produtos alimentares, se necessário peça mais informações desses novos produtos juntos dos funcionários ou de profissionais especializados, como o nutricionista. As novidades de alimentos diet, biológicos, lights e/ou mais saudáveis aparecem quase todos os dias, porém não se iluda com as ofertas levando quantidades desnecessárias, porque quando consumidos em excesso estes alimentos aumentam o valor calórico diário.

 

6- Evite parar em todos os “pontos de degustação”, as porções servidas são pequenas, mas no final somam várias/muitas calorias.

 

7- Prefira os alimentos conservados em água e não em óleo e/ou em azeite, o valor calórico destes últimos é muito maior, além de conter uma elevada quantidade de gorduras. Nota: entre os alimentos conservados em óleo ou em azeite é sempre preferível os que estão conservados em azeite porque o azeite é a gordura mais saudável. No entanto, também é importante lembrar que o azeite é 100% gordura e engorda como qualquer outro tipo de gordura.

 

VEJA TAMBÉM: CHEGOU A ESTAÇÃO DAS SOPAS: DEIXE-SE LEVAR PELA CRIATIVIDADE PORTUGUESA

 

8- Na hora de escolher os cereais do pequeno-almoço evite aqueles que contenham açúcares refinados na sua composição; existem várias outras opções, por exemplo com mel, açúcar mascavado ou até mesmo não adoçados ou com adoçantes artificiais.

 

9- Prefira comprar e comer fiambre de peito de peru ao invés de presunto, porque é menos gordo e ainda apresenta menos calorias.

 

10- Opte pelos pães de mistura porque são nutritivos e porque apresentam uma boa quantidade de fibras que auxiliam no funcionamento dos intestinos. Nos supermercados já existem vários tipos pães integrais, de centeio, e outros, numa versão mais light, ou seja, com menos calorias.

 

11- Quando passar pelo sector das bolachas, escolha aquelas feitas com cereais e sem recheios. As bolachas recheadas são na maioria das vezes as responsáveis pelas calorias a mais. Pode ir alternando o consumo de bolachas com tostas simples. Regra geral, os ingredientes das tostas são farinha, fermento, sal (q.b.) e água – logo não têm gordura adicionada ao contrário das bolachas.

Artigo anterior

Halloween: conhece a sua origem?

Próximo artigo

Vídeo: Como fazer tarte de chocolate vegan