Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Toque maternal revela-se essencial para o desenvolvimento social da criança

Toque maternal revela-se essencial para o desenvolvimento social da criança

O estudo revelou que o toque gera toque. Quando a mãe tocava no filho, o filho fazia o mesmo.

Pinterest Google+

Um estudo realizado pela ‘Cerebral Cortex’ alega que as crianças com mães que mostram mais afeto através do tato tendem a ter cérebros sociais mais desenvolvidos.

 

Jens Brauer, autor líder, e os seus colegas gravaram vídeos de 43 mães e respetivos filhos sentados num sofá a jogar ‘Playmobil Farm’. Entre as crianças, 24 eram meninos e 19 eram meninas com uma média de 5,5 anos de idade. Através dos vídeos, os investigadores contaram as vezes que as mães tocaram nos filhos e vice-versa. Nas duas semanas seguintes os cérebros das crianças foram digitalizados enquanto olhavam para um ambiente de trabalho com uma lâmpada de lava, uma técnica conhecida por relaxar o cérebro.

 

Veja a galeria: 10 Comportamentos a eliminar no seu dia a dia 

 

Os investigadores estavam particularmente interessados nos níveis de descanso da atividade cerebral das crianças nas áreas que envolvem funções como a empatia, por vezes referidas como cérebro social. Descobriram que as crianças que foram mais tocadas pelas suas mães durante a sessão do jogo, que durou 10 minutos, apresentaram mais atividade de repouso no cérebro social, especialmente no sulco temporal superior direito, e mostraram mais conectividade de descanso entre diferentes nós funcionais dentro do seu cérebro social.

 

Veja a galeria: Um guia para os futuros papás

 

Investigações anteriores descobriram que uma maior atividade de repouso no cérebro social de uma pessoa está intimamente ligada às suas habilidades sociais e emocionais, tais como ser capaz de reconhecer a perspetiva das outras pessoas.

 

Este estudo apresenta, no entanto, algumas limitações, pois é possível que alguns fatores desconhecidos influenciem os resultados obtidos com o estudo. Por exemplo, algumas mães estão mais envolvidas com os seus filhos a vários níveis, tais como conversarem mais eles. Outro fator importante a considerar são os potenciais efeitos genéticos. Os genes de comportamento tátil da mãe podem ser transmitidos para o filho e influenciarem o seu desenvolvimento cerebral.

Artigo anterior

Elas fazem tudo por uma pele perfeita...

Próximo artigo

Vida de solteiro é genericamente mais gratificante do que a de casado