Home»GLAMOUR»CELEBRIDADES»Tilda Swinton defende educação sentimental

Tilda Swinton defende educação sentimental

A atriz, mãe de dois adolescentes, ajudou a criar uma escola onde eles são educados segundo o método Steiner, que defende o desenvolvimento humano e artístico dos alunos e onde não há testes

Pinterest Google+
PUB

O austríaco Rudolf Waldorf fundou o método de ensino Steiner, uma abordagem humanística à pedagogia que pretende enfatizar o papel da imaginação na aprendizagem, assim como desenvolver as capacidades intelectuais, práticas e artísticas dos alunos. Este método de ensino destaca-se pelo elevado grau de autonomia que os alunos têm e pela falta de avaliação por testes. A primeira escola Wordorf abriu em 1919 na Alemanha e, desde então, o conceito tem vindo a espalhar-se pelo mundo.

Os filhos da atriz Tilda Swinton frequentaram uma escola Waldorf até há dois anos atrás, quando atingiram os 14 anos de idade. Nessa altura, e por querer que os gémeos continuassem no mesmo sistema de ensino, a atriz britânica decidiu tomar as rédeas da educação de Xavier e Honor, fundando uma escola que segue o método de ensino Steiner juntamente com Ian Sutherland McCook, pai de um colega dos filhos na escola Steiner.

A escola Drumduan Upper School é presidida por Krzysztof Zajaczkowski, um professor filho de imigrantes polacos, e tem ideias bem diferentes do ensino tradicional: não há exames ou testes, não há hierarquias nem a ideia de sala de aula com mesas e secretárias e ar artes são levadas a sério, com workshops frequentes de música e aulas de canto todos os dias pela manhã. O trabalho e aprendizagem dos alunos fica registado em livros que eles escrevem e trabalham graficamente.

“Não há notas ou testes. Os meus filhos têm agora 17 anos e vão fazer todo o ensino sem passarem pelo stress de um teste. É um ensino muito baseado nas artes e na aprendizagem prática. Por exemplo, eles aprendem ciência a construir uma canoa, a fazer um canivete ou a caramelizar cebolas. E são adolescentes de 17 anos felizes. Nem posso acreditar. Felizes e inspirados”, explicou a atriz ao jornal britânico “The Guardian”.

Tilda explica que Xavier é calmo e Honor exuberante. Os dois gémeos serão parte da primeira turma a terminar os estudos em Drumduan, em 2016. “Disse-lhes no início deste projeto: ‘Têm três anos para experimentarem tudo. O projeto escolar da Honor é dança interpretativa e ela nunca dançou antes. Vai ser muito interessante acompanhar este crescimento.”

No ano passado, a escola enfrentou o primeiro grande desafio: uma inspeção estatal. No seu relatório, os inspetores referiram que os alunos aparentam ser confidentes, articulados, altamente motivados e respeitadores.

Outros pais deixam o seu testemunho de aprovação. Sharon McAlister é mãe de Angus, de 15 anos, que passou sete anos no sistema escolar estatal, onde sofria bullying e era infeliz, até ser transferido para Drumduan, em 2013. “É fantástico podermos celebrar o individualismo de cada jovem nesta escola.”

Por Joana de Sousa Costa

Artigo anterior

Swingers são os mais satisfeitos com o sexo

Próximo artigo

Burberry abre primeiro café em Londres