Home»FOTOS»The Mix, o melhor do mar em Cascais

The Mix, o melhor do mar em Cascais

Falamos simultaneamente da carta e da vista estonteante que acompanha a refeição, naquele que é um dos restaurantes mais bem localizados de Cascais. O melhor da carta? O que vem do mar, pescado ali bem perto, claro!

Pinterest Google+

É sobre as rochas que travam o mar que se debruça o The Mix, o restaurante de cozinha mediterrânica integrado no Farol Hotel, uma unidade de cinco estrelas localizada sobre o mar, em Cascais. Com uma carta assinada pelo chef Ricardo Deus, o mar tem primazia à mesa nas mais variadas ofertas, algumas delas ex-libris que transitam de carta para carta, resistindo à mudança das estações.

 

É o caso do polvo grelhado com puré de alho, espinafres salteados e batatinhas assadas recheadas com morcela e azeite de ervas, e do robalo assado com creme de pistachio, cenoura e coentros, pescado nas imediações do restaurante. A par destes dois ex-libris da carta, um prato de carne também está sempre presente pela procura constante dos clientes: é o peito de pato assado em mel de alfazema.

 

Mas voltemos ao início. O primeiro impacto é a vista. Sobre as rochas e bem junto ao mar, a localização privilegiada acrescenta uma dimensão revigorante à refeição. A esplanada alta e envidraçada coloca os clientes quase que sobre a água.

 

Veja também: Pine Cliffs, luxo e natureza numa experiência de bem-estar

 

Quanto à carta, esta apresenta-se com uma saudação do chef Ricardo Deus: «A alta cozinha é toda sobre o respeito pelas estações e sobre a frescura dos produtos, fazendo com que a comida saiba àquilo que deve saber». Sendo procurado sobre tudo pelos pratos de mar, a carta tem outras variedades também. É composta por entradas, saladas, peixe, carne, massas e risotos, sobremesas e sortido de queijos.  Para além dos pratos já referidos, destaque ainda para o Chateaubriand com batatas gaufrette, o carré de borrego com ervilhas estufadas e o risotto de gengibre com lavagante salteado. Na carta de inverno, vai chegar uma tarte de sardinha, que também promete fazer água na boca. De salientar também, na carta, a lista de alergénios presentes nos pratos para uma escolha consciente.

 

A refeição inicia-se com um couvert composto por pão de sementes biológico (para a MOOD, são sempre muitos pontos positivos quando há elementos biológicos numa carta), pão de azeitonas e pão branco, acompanhados por manteiga regular e de ervas. Como entrada, provámos a salada The Mix, composta por camarão salteado em azeite de malagueta, salada de pepino e batata recheada, e as trouxas de espinafres e mascarpone com frutos secos e presunto. A refeição prosseguiu com arroz de tamboril com camarão e amêijoa empratado e ligeiramente picante e os já referidos ex-libris polvo grelhado (que demora apenas 8 minutos a cozer) com puré de alho e o robalo assado com creme de pistachio, pescado horas antes nas imediações do restaurante. A refeição terminou com um sempre bom bolo de chocolate, um igualmente sempre bom tiramisu e o doce da casa, um crocante de doce de leite com sorbet de framboesa. Veja as imagens na galeria acima.

 

Veja também: Eleven, almoço com arte

 

À frente do The Mix desde janeiro, Ricardo Deus quer cada vez mais trazer a sua assinatura à carta, que passa sobretudo por engradecer ainda mais os pratos de mar. «Como algarvio que sou, obviamente que é o mar a minha grande inspiração. Tudo o que é peixe, marisco e molusco é o que me dá prazer cozinhar», conta.

 

Já a preparar a carta de inverno, que deverá arrancar em novembro, para além do mar à mesa, serão introduzidos pratos de caça e não vão faltar os frutos secos e legumes de outono. Além disso, todas as semanas há novas sugestões criativas que testam o paladar dos clientes e que poderão integrar a carta da estação. Passe por lá e deixe a sua sugestão…

 

Artigo anterior

‘Despacito’ bate recorde no YouTube ao atingir 4 mil milhões de visualizações

Próximo artigo

Isabel Guimarães: «Um astrólogo profissional nunca dá respostas, ajuda o próprio a encontrá-las»