Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Tenho medo porque…tenho medo!

Tenho medo porque…tenho medo!

Pinterest Google+

Desde que iniciei o meu trajeto na PNL e no Coaching que ouço com frequência as pessoas usarem diferentes argumentos para justificarem a razão de não fazerem isto ou aquilo. Coisas como “Não consigo”, “Não posso”, “Não sei se sou bom o suficiente” são argumentos comuns para deixar de decidir algo que, na maior parte dos casos, as pessoas inconscientemente querem decidir.

 

 

E porque não o fazem? Bom, uma das explicações tem a ver com o facto de as pessoas terem contado uma história bem contada a si mesmas, onde estão incluídas todas as razões e mais algumas que sustentam a decisão e que justificam porque é que a pessoa não consegue atingir o seu objetivo. E as pessoas são excelentes a contar histórias a si mesmas…

 
Creio ter sido Henry Ford que disse algo como “Quer ache que consegue fazer algo ou não, tem razão”. Logo, se já decidiu que não consegue o mais provável é que tenha razão pois esse é o poder das nossas crenças.

 
Então poderíamos analisar o que está por detrás dessas crenças. Entre tantos fatores, há um que costuma ser comum: o medo.
 

O medo é provavelmente a emoção que mais nos paralisa. Pode consumir-nos e até debilitar-nos. Tal como a dúvida, o medo pode tornar-nos irracionais, levar-nos a perder o foco e afetar a forma como pensamos e nos comportamos. E será real? Há um acrónimo em inglês F.E.A.R – False Evidence that Appears Real que nos mostra que talvez muitos dos nossos medos sejam injustificados.

 

Artigo anterior

Saint West é o nome escolhido para o filho de Kim Kardashian e Kanye West

Próximo artigo

Rihanna vai apresentar a sua coleção da Puma na semana da moda em Nova Iorque