Home»BEM-ESTAR»CORPO»Dermatologista explica como evitar as picadas de insetos

Dermatologista explica como evitar as picadas de insetos

Ninguém gosta de aturar os mosquitos, mas eles andam a voar por aí. Eles e outros insetos. Embora a maioria das picadas sejam inofensivas, algumas podem transmitir doenças perigosas. Mas são, no mínimo, um grande incómodo. Veja como se prevenir.

Pinterest Google+

Temperaturas mais altas também significam mais tempo ao ar livre… em contacto com abelhas, mosquitos e demais insetos. Por isso, com o tempo quente, a Academia Americana de Dermatologia revela conselhos para evitar estes infortúnios e algumas medidas a aplicar em caso de ‘ataque’.

 

«Embora a maioria das picadas de insetos sejam inofensivas, algumas podem espalhar doenças mais perigosas como o vírus Zika, dengue, doença de Lyme e malária», explica a dermatologista Lindsay Strowd. «Especialmente se visitar locais com doenças transmitidas por insetos. Como tal, é importante tomar medidas para reduzir os riscos».

 

VEJA TAMBÉM: MUITO DO QUE IRRITA A NOSSA PELE ENCONTRA-SE NO NOSSO QUINTAL

 

Ainda assim, muitas vezes os melhores dos esforços não resultam e as picadas de insetos lá acontecem. Felizmente, as consequências são geralmente toleráveis (se não for alérgico/a) e podem ser tratadas em casa.

 

Para mordidas dolorosas, como uma picada de abelha, pode tomar um analgésico sem receita, como o acetaminofeno ou ibuprofeno, mas siga sempre as instruções no rótulo e utilize a dose correta, aconselha Lindsay Strowd.

 

VEJA TAMBÉM: ESTUDO: VÍRUS ZIKA ELIMINOU TUMOR CEREBRAL EM RATOS

 

Para picadas de melgas pode, por exemplo, aplicar um bloco de gelo ou um creme especifico como hidrocortisona. «Se sentir algum sintoma grave após uma picada de inseto, como uma erupção cutânea, febre ou dores no corpo, consulte o seu médico ou um dermatologista imediatamente», aconselha a dermatologista.

 

Veja agora na galeria as recomendações da dermatologista para melhor lidar com estes dissabores do tempo quente.

 

Artigo anterior

As palhinhas duráveis chegaram para ficar (e estas são de luxo)

Próximo artigo

Laticínios e a Ayurveda – porque se utilizam?