Home»ATUALIDADE»ENTREVISTAS»Tamara Castelo: «Os remédios naturais são igualmente rápidos e preventivos»

Tamara Castelo: «Os remédios naturais são igualmente rápidos e preventivos»

Especialista em medicina tradicional chinesa, homeopatia e alimentação saudável, Tâmara Castelo lançou recentemente o livro ‘Curar sem Medicamentos’, onde é possível encontrar soluções naturais para tratar as doenças mais comuns. Leia a entrevista e conheça oito remédios naturais.

Pinterest Google+

Viveu algum tempo na China. Que diferenças nota na medicina praticada lá e cá?

A diferença é que as medicinas estão juntas e são complementares. Num hospital, os doentes são operados e no recobro já têm agulhas. Podemos pensar que é uma forma holística de tratar os doentes, mas a realidade é que é uma forma esplendida de poupar dinheiro em medicamentos e de poupar dinheiro ao Estado. A acupunctura controla a dor e a fitoterapia tem muitas formas de ajudar na recuperação de doenças.

 

Estamos muito habituados a resolver rápida e facilmente as doenças comuns com medicamentos. Que consequências pode isso trazer a longo prazo ao nosso organismo e à própria sociedade?
Um medicamento deve sempre ser utilizado com responsabilidade. A longo prazo, a utilização de medicamentos é prejudicial à saúde e mesmo à performance dos mesmos contra a doença, como antibióticos, por exemplo. O o seu uso repetido e prolongado faz com que as bactérias se tornem cada vez mais resistentes e mais complicadas de tratar.

 

Na sociedade rápida em que vivemos, acha que as pessoas se vão adaptar a soluções menos rápidas no que toca a tratamentos de doenças?
Acha que são soluções menos rápidas? Eu acho que não. São igualmente rápidas e preventivas.

De facto, as pessoas estão a voltar-se mais para os produtos naturais, proliferam os espaços que vendem produtos naturais. Acha que esta tendência se irá estender ao tratamento de doenças e não só para a promoção do bem-estar?
Acho que o bem-estar na doença é uma procura deste século e penso que não vai terminar, as pessoas querem sentir-se melhor e de uma forma mais saudável, tanto na saúde como na doença.

As soluções que propõe são tao eficazes como os medicamentos que compramos nas farmácias. Pode dar exemplos?
A minha intenção não é ter medicamentos que façam frente aos medicamentos químicos. A minha intenção é ter uma primeira linha de tratamento que ajude na manutenção da saúde e prevenção da doença.

É formada em medicina tradicional e chinesa e homeopatia. Como esses dois saberes se cruzam na sua aplicação prática?
A medicina chinesa é a coluna vertebral do meu trabalho e a homeopatia apoia em casos mais agudos, como enxaquecas, dores menstruais, gripes, nariz entupido, etc.

Lança agora o livro onde pretende levar as pessoas a usar menos os medicamentos e a recorrer mais à despensa lá de casa. De onde vieram as receitas?
Acho que as pessoas devem recorrer a medicação química quando necessária e não de uma forma sistemática. Pretendo que o meu livro dê uma ajuda nessa primeira linha.

O que gostaria de alcançar com este livro?
Gostaria que fosse essencialmente útil para todos que o comprem.

 

Veja agora, na galeria acima, oito remédios naturais para tratar doenças comuns.

Artigo anterior

Porque não fazemos o que queremos fazer?

Próximo artigo

Tire partido da energia do verão com a decoração feng shui