José Cunha – Ginecologia

Médico especialista em Ginecologia e Obstetrícia.
Higiene genital feminina – Parte I

Vários fatores podem interferir com o bem-estar genital feminino. A atividade sexual, vestuário, estado hormonal e emocional, tipo de alimentação e hábitos de higiene são fatores reconhecidos como importantes para o bem-estar e, em certas situações, causar várias alterações nos genitais. Por José Cunha.
Teresa Fraga: «O cancro do colo do útero é muito comum em mulheres jovens»

O aborto de repetição é definido quando acontecem três abortos consecutivos. Saiba mais sobre anomalias endócrinas, defeitos da fase lútea, problemas imunológicos, entre outras possíveis causas. Por José Cunha.
Tentar ou não tentar...eis a questão?

Miomas são tumores benignos do útero, também chamados de fibroleiomiomas. Crescem a partir das células musculares do útero e podem desenvolver-se para o interior ou exterior do útero ou estarem limitados à parede uterina. Por José Cunha.
Foto: Freepik

Sabe-se que a genética e a exposição aos estrogénios são condições importantes para o desenvolvimento do cancro da mama, mas não está ainda clarificado se os estrogénios têm uma função precursora ou simplesmente promotora. A 18 de outubro assinala-se o Dia Mundial da Menopausa. Por José Cunha.
Paternidade depois dos 50 anos – parte I

Muito se tem discutido sobre a idade materna ideal para ter filhos. No entanto, quando o assunto está relacionado com a idade paterna, pouco se fala. Por José Cunha.
Conselhos práticos sobre higiene genital feminina

A higiene íntima feminina deve ser diferente tendo em conta vários fatores, tais como a idade, a fase do ciclo menstrual em que a mulher se encontra ou se acabou de praticar atividade física. Por José Cunha.
Foto: Freepik

A endometriose é uma doença que se define pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da cavidade pélvica: ovários, trompas, bexiga e intestinos. Conheça os vários tratamentos. Por José Cunha.
Foto. Federação Mundial da Obesidade

Estima-se que entre 50% a 55% das mulheres em Portugal têm excesso de peso ou são obesas. Esta condição traz impactos negativos à fertilidade e à própria gravidez. Veja os problemas que a obesidade pode causar na fertilidade e os benefícios de perder peso. POr José Cunha.
Incontinência urinária e bexiga hiperativa

A endometriose é uma doença que se define pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da cavidade pélvica: ovários, trompas, bexiga e intestinos. Por José Cunha.
Infertilidade afeta 30 por cento das mulheres com endometriose

Cerca de um quarto das mulheres em idade fértil terá sinais detetáveis no exame clínico ou na ecografia pélvica, embora nem todas tenham sintomas. Por José Cunha.