José Cunha – Ginecologia

Médico especialista em Ginecologia e Obstetrícia.

Por definição, um quisto mamário é uma pequena coleção líquida ou semilíquida envolta por uma fina membrana de tecido que fica localizada dentro da mama. Afeta quase 40% das mulheres entre os 35 e os 50 anos, mas a maioria não necessita de tratamento. Por José Cunha.

Probióticos são microrganismos vivos que, quando fornecidos em quantidade adequada, conferem um benefício para a saúde do hospedeiro. A terapêutica com probióticos é considerada como ‘natural’ e ressurgiu como prevenção e tratamento de infeções do aparelho e urogenital. Por José Cunha.

Os agentes de limpeza não têm a finalidade de esterilizar a região, que é normalmente colonizada por bactérias, mas sim garantir a eliminação de resíduos e de secreções. Por José Cunha.

Estudos em Portugal apontam para uma prevalência de grávidas seropositivas para a toxoplasmose entre 40 -70%. Esta é uma infeção benigna para a maioria das pessoas, mas pode ser perigosa para o imunodeprimido e para a mulher grávida. Por José Cunha.

A gravidez ectópica ocorre aproximadamente em 0,5% a 1% de todas as gravidezes, mas a sua incidência aumenta para quase 5% nas gestações obtidas por técnicas de procriação medicamente assistida e pode atingir taxas de 20-30% em mulheres com patologia das trompas uterinas. Por José Cunha.

Um quisto ovárico é qualquer coleção de uma substância líquida/semilíquida envolvida por uma parede fina (cápsula) de tecido que se forma dentro do ovário ou ao seu redor. Por José Cunha.

Embora as verrugas genitais muitas vezes desapareçam com o tempo, o vírus não pode ser eliminado, uma vez que está na sua corrente sanguínea. Saiba como se previnem e tratam as verrugas genitais. Por José Cunha.

A maioria dos casais considera a interrupção do tratamento extremamente traumática e um grande número sente ser profundamente afetado pela sua infertilidade. Por José Cunha.

Vários estudos apontam para melhorias em diversas áreas da saúde feminina. Saiba quais são. Por José Cunha.

Esta doença sexualmente transmissível causada por determinadas estirpes do vírus do papiloma humano (HPV) afeta ambos os sexos, mas nas mulheres as complicações são mais frequentes. São especialmente perigosos para as mulheres porque alguns tipos de HPV também podem causar cancro do colo do útero e da vulva. Por José Cunha.