Isabel Guimarães – astrologia

Astróloga, presidente da Associação Portuguesa de Astrologia e diretora da FacesIsabelGuimarães. Autora dos livros ‘AC – Acreditar ou Conhecer a Astrologia’, 'Guia de Interpretação Astrológica em 22 passos' e 'Como Fazer Previsões Astrológicas'. Escreve quinzenalmente à segunda-feira.
Portugal em 2018: o que ditam os astros slider 1920

Saiba como a posição dos astros vai influenciar genericamente a vida do país e dos portugueses nos doze meses do próximo ano. Uma previsão de Isabel Guimarães, presidente da Associação Portuguesa de Astrologia.
A mecânica celeste

A astronomia é indispensável para a astrologia, para compreendermos os movimentos de rotação, de translação e da precessão dos equinócios, bem como as fases da lua, os eclipses, etc.. Por Isabel Guimarães.
Ano de Júpiter: reestruturação e atitudes excessivas

Ao longo do ano de 2017 temos assistido a ações pautadas pela determinação e estrutura, conferidas pelo posicionamento do planeta Saturno em Sagitário, num cenário onde as lutas, medos e limitações expandem-se pela força da fé. Por Isabel Guimarães.
Zodíaco – roda dos animais – círculo da vida

Saiba mais sobre o mundo completo da astrologia e sobre a interdependência dos vários elementos. Por Isabel Guimarães.
O verão chega na próxima madrugada

Os movimentos do sol e a sua relação com a astrologia. Por Isabel Guimarães.
Karma, reencarnação e espiritualidade

Haveria muito a dizer sobre a forma geométrica do mapa astrológico, o círculo é um perfeito símbolo de unidade. O tema é uma mandala, isto é, uma visão do mundo, encerrada num círculo geometricamente dividido, cuja estrutura ajuda à meditação. Por Isabel Guimarães.
As regências planetárias

Seguindo o tema ‘Estudar Astrologia: conhecer as raízes da tradicional e adaptação à moderna’, falamos hoje da importância em ambas as linhagens das regências planetárias e dos seus domicílios. Por isabe Guimarães.
As casas astrológicas: de onde surgem

Seguindo o tema 'Estudar Astrologia: conhecer as raízes da tradicional e adaptação à moderna'. Para podermos ligar ao palco onde tudo isto funciona, ou seja, os planetas e os signos compondo a história, precisamos saber de onde surge a ideia das Casas Astrológicas. Por Isabel Guimarães.
Estudar astrologia: conhecer as raízes da tradicional e adaptação à moderna

A forma como começamos a estudar astrologia envolve as consequências da forma como vamos atuar como profissionais da área. (Parte 1). Por Isabel Guimarães.
Astrologia: relacionar as doze casas

Para uma total compreensão das casas astrológicas, precisamos de olhá-las como um todo: nenhuma das áreas de vida ali representadas faz sentido se não tomarmos em conta todas as outras. Por Isabel Guimarães.