Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Tabaco: fique do lado certo

Tabaco: fique do lado certo

Todos os produtos do tabaco são nocivos para a saúde, não havendo uma quantidade mínima segura nem um limiar seguro de exposição.

Pinterest Google+
PUB

O Dia Mundial sem Tabaco, assinalado anualmente a 31 de maio, é uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) que pretende desencorajar a utilização de tabaco sob qualquer forma e apelar aos cidadãos e aos governos para que tomem medidas para promover um estilo de vida sem fumo.

 

O tabagismo é considerado pela OMS como uma doença de foro respiratório dado que os seus compostos químicos causam dependência e alterações nos indivíduos que fumam.

 

O fumo do tabaco contém mais de quatro mil substâncias! Além da nicotina, possui substâncias com efeitos tóxicos e irritantes (como o monóxido de carbono, o metano, o formaldeído ou a amónia), outras com efeitos cancerígenos (como as nitrosaminas) diversos metais pesados e substâncias radioativas (como o polónio-10).

 

VEJA TAMBÉM: NO MÊS DO CORAÇÃO, FALEMOS DE HIPERTENSÃO!

 

Muitas destas substâncias existem na folha do tabaco, outras resultam da absorção pela planta de substâncias existentes no solo ou no ar, como os pesticidas e os fungicidas, e outras ainda são adicionadas durante o processamento do tabaco.

 

Além de deteriorar gravemente a saúde da pessoa fumadora, a exposição ao fumo ambiental do tabaco pelos não fumadores, em casa, em veículos, nos locais de trabalho e em espaços públicos fechados, é um grave risco para a saúde dos não fumadores.

 

Todos os produtos do tabaco são nocivos para a saúde, não havendo uma quantidade mínima segura nem um limiar seguro de exposição. Não há argumentos a favor do tabagismo!

 

MAS AFINAL, O QUE FAZ O TABACO À SAÚDE?

Está claramente comprovado que fumar aumenta exponencialmente o risco de vir a ter:

– Vários tipos de cancro, nomeadamente cancro do pulmão, da garganta e da bexiga;

– Doenças respiratórias, como tosse crónica, expetoração e bronquite crónica;

– Doenças cardiovasculares, como enfarte agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC) e isquemia dos membros inferiores (amputações do pé/perna);

– Infertilidade.

 

Em Portugal, 10% das mortes devem-se ao tabaco (doenças provocadas/agravadas pelo seu consumo ou exposição ao fumo).

 

Os estudos científicos comprovam que fumar reduz a longevidade, ou seja, leva a morte prematura. As pessoas que deixam de fumar vivem em média mais 10 anos, quando comparadas com aquelas que continuam a fumar.

Os fumadores que param antes dos 30 anos recuperam os anos de vida potencialmente perdidos devido ao tabaco, diminuindo significativamente o risco de morte prematura. Mesmo quando se para de fumar aos 60 anos de idade, ainda se podem recuperar 3 anos de esperança de vida.

 

BENEFÍCIOS DE PARAR DE FUMAR:

Ao longo do tempo…

  • 20 minutos: o batimento cardíaco e a pressão arterial baixam (para o normal).
  • 12 horas: o nível de monóxido de carbono no sangue regressa aos valores normais.
  • 2 semanas a 3 meses: o risco de enfarte de miocárdio diminui e a função pulmonar melhora. Começa a respirar melhor e a sentir mais energia. O olfato e o paladar melhoram;
    Os doentes diabéticos passam a controlar melhor a sua doença.
  • 1 a 9 meses: a tosse e a falta de ar diminuem. Sente um aumento gradual do bem-estar geral, acompanhado de mais vitalidade.
  • 1 ano: o risco de doença cardíaca diminui para metade do de um fumador.
  • 5 anos: o risco de AVC diminui, ficando semelhante ao das pessoas que não fumam.
  • 10 anos: o risco de cancro do pulmão é cerca de metade do de um fumador. O risco de cancro da boca, garganta, esófago, bexiga, rim e pâncreas também diminui.
  • 15 anos: o risco de doença cardíaca é igual ao de um não-fumador!

 

Perante isto, não restam dúvidas que ex-fumadores são vencedores! Não há, de facto, nenhum argumento a favor do tabagismo.

 

Mantenha-se livre de tabaco e aconselhe as pessoas à sua volta a não fumar, sobretudo os mais jovens e que nunca fumaram.

 

Lembre-se que um ambiente sem tabaco é muito mais seguro. Mantenha-se saudável!

Artigo anterior

O futuro dos jogos de fortuna e azar na América Latina

Próximo artigo

Como decorar um quarto para um recém nascido