Home»FOTOS»Stress nos homens altera cérebro dos futuros filhos, revela estudo

Stress nos homens altera cérebro dos futuros filhos, revela estudo

Pesquisa realizada na Universidade de Maryland encontrou evidências de que este estado mental altera o esperma dos homens ao ponto de afetar o desenvolvimento cerebral dos futuros bebés.

Pinterest Google+

Uma nova pesquisa levada a cabo por investigadores da Universidade de Maryland, EUA, descobriu que o stress do pai afeta o desenvolvimento cerebral dos seus descendentes. Este stress continuado altera o esperma do homem, que pode então alterar o desenvolvimento cerebral do bebé em desenvolvimento. Esta nova pesquisa realizada em ratos fornece uma compreensão muito melhor do papel fundamental que os pais desempenham no desenvolvimento cerebral dos filhos, revela a universidade em comunicado.

 

Os cientistas sabem que o ambiente que envolve uma mulher está durante a gravidez, incluindo fatores como má alimentação, stress ou infeção, podem causar danos no bebé que está a gerar. E isto tem sido estudado pela epigenética, a forma como o ambiente afeta a expressão de certos genes.

 

VEJA TAMBÉM: EIS PORQUE O STRESS PÕE AS PESSOAS DOENTES

 

Mas os pesquisadores, liderados pelo neurocientista Tracy Bale, da Faculdade de Medicina da Universidade de Maryland, mostram agora que o stresse do pai também pode afetar o desenvolvimento dos filhos, alterando aspetos importantes do seu esperma.

 

Anteriormente, Bale havia descoberto que os ratos machos adultos que sofrem períodos crónicos de stress leve têm filhos com uma resposta reduzida ao stress. As mudanças na reatividade ao stresse foram associadas a alguns transtornos neuropsiquiátricos, incluindo depressão. Agora isolaram o mecanismo da resposta reduzida e descobriram que o esperma do pai mostrou mudanças no material genético conhecido como microRNA. O MicroRNA é importante porque desempenha um papel fundamental para que os genes se tornam proteínas funcionais.

 

VEJA TAMBÉM: SEMPRE EM STRESS? DESCUBRA SE ESTÁ EM CONTACTO COM AS SUAS EMOÇÕES

 

Bale e os seus colegas desvendaram novos detalhes sobre essas mudanças de MicroRNA. No trato reprodutivo masculino, a estrutura onde o esperma amadurece liberta vesículas pequenas embaladas com MicroRNA que podem fundir-se com esperma para mudar a sua carga entregue ao ovo. Essa estrutura respondeu ao stress do pai alterando o conteúdo dessas vesículas.

 

A descoberta sugere que mesmo os desafios ambientais leves podem ter um impacto significativo no desenvolvimento e, potencialmente, na saúde dos filhos. De seguida, veja na galeria, no topo do artigo, alguns sinais de stress surpreendentes e menos óbvios.

 

 

Artigo anterior

TUR4all Portugal: plataforma sobre turismo acessível lançada em Portugal

Próximo artigo

Tratamentos alternativos para a dor crónica