Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Stress natalício dos pais afeta gozo da época pelos filhos

Stress natalício dos pais afeta gozo da época pelos filhos

É a época mais maravilhosa do ano, com encontros familiares felizes, reações alegres aos presentes debaixo da árvore e a continuação de tradições apreciadas. Pelo menos esta é a imagem que muitos pais imaginam criar para os seus filhos durante as férias.

Pinterest Google+
PUB

Uma pesquisa realizada nos EUA apurou que um em cada cinco pais diz que o stress associado à época natalícia afeta negativamente o aproveitamento da temporada por parte dos seus filhos.

 

Estes pais acreditam, assim, que os seus filhos têm expectativas irreais para a temporada de férias, enquanto um em cada quatro pais admite que estabelece expectativas excessivamente idealistas para si mesmo, de acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde Infantil do Hospital Infantil C.S. Mott da Universidade de Michigan Health, EUA. A pesquisa conclui ainda que as mães ficam duas vezes mais mães stressadas com os preparativos do que os pais.

 

Estes pais reconhecem que as pressões podem não ser boas para a sua família, afetando negativamente a diversão dos seus filhos nas férias. «As pessoas estão rodeadas de imagens que retratam as férias como um tempo de paz, amor e alegria. Muitos pais querem dar aos seus filhos aquelas memórias mágicas perfeitas para guardar nos próximos anos , refere c Sarah Clark, autora da pesquisa.

 

VEJA TAMBÉM: NÃO SE DEIXE CONTAGIAR PELO STRESS NATALÍCIO

 

«Todo o trabalho de bastidores para tornar essa visão realidade pode ter o efeito oposto em algumas famílias. O stress excessivo dos pais pode adicionar tensão e diminuir a alegria que as crianças associam à época», acrescenta Clark.

 

Embora quase todos os pais entrevistados digam que os feriados geralmente são uma época feliz para as suas famílias, um em cada seis avalia o seu nível de stress como alto durante as férias – com quase o dobro das mães a referirem isso em comparação com os pais.

 

«A agitação do feriado, as longas listas de coisas a fazer e as reuniões sociais estão entre os maiores desencadeadores de stress», diz Clark. Além disso, «o stress também pode estar ligado à negociação dos planos para as férias com os diferentes membros da família, ao custo dos presentes, às viagens e a outras atividades das férias. Com o ressurgimento da COVID, tentar manter todos os membros da família saudáveis ​​pode causar preocupações adicionais». Mais de um terço dos pais entrevistados disseram que ficam aliviados quando os seus filhos voltam para a escola.

 

Muitas tarefas para fazer

Quase um terço dos pais afirma que o stress vem das compras extras e tarefas de férias, ao mesmo tempo que se tenta manter os membros da família e as finanças domésticas saudáveis.

 

Para outros, são as reuniões familiares (23%), fazer refeições especiais de férias (22%) e as críticas de membros da família sobre os planos de férias (14%) os mais stressantes. «Para muitos pais, o stresse está vinculado a colocar expectativas irrealistas sobre si mesmos para criar um feriado alegre, mesmo que eles não tenham tempo, dinheiro ou ajuda suficiente para comemorar da maneira que imaginaram», explica Clark.

A investigadora sugere que as famílias conversem sobre o que todos esperam desta época. Talvez seja assistir a certos filmes nas férias, ver as luzes de Natal num local favorito ou passar o dia a cozinhar e decorar bolos. Não se deve pular atividades que são realmente as favoritas da família.

 

Mas também se deve ver o que se pode cortar ou minimizar. Tem mesmo de ir a todos os eventos festivos, preparar certos alimentos ou continuar a troca de presentes com parentes? As famílias podem decidir modificar certas tradições de Natal ou ter um item a menos no menu para o jantar, por exemplo.

 

Na pesquisa, os pais entrevistados relataram maneiras diferentes de aliviarem a tensão. As maneiras mais eficazes para reduzir o stress no Natal incluem: passar tempo sozinho (71%), ouvir música (55%), fazer exercício (46%), participar em serviços religiosos (28%), obter ajuda de outros membros da família (23%) e trabalhar (15%).

 

Artigo anterior

O signo de aquário em 2022

Próximo artigo

Tempo frio: a melhor loção corporal para si