Home»FOTOS»Stress nas mulheres diminui com a idade

Stress nas mulheres diminui com a idade

Enquanto alguns estudos sugerem que a meia-idade é uma altura complicada para as mulheres, outros indicam o contrário – que é a altura em que se sentem em pleno. Um estudo realizado nos EUA demonstra a relação entre a idade das mulheres e os níveis de stress vivenciados. E o mesmo comportamento é observado em praticamente todas as classes sociodemográficas. Dados a considerar na altura em que se assinala o Dia Mundial da Menopausa, a 18 de outubro.

Pinterest Google+

O stress percetível – controlo e habilidade de lidar com os fatores que originam o stress no dia-a-dia – diminui na maioria das mulheres durante a meia-idade, entre os 40 e os 50 anos. A conclusão é de um estudo levado a cabo na Universidade de Michigan, EUA, que avaliou esta evolução ao longo de 15 anos, revela a instituição em comunicado. Afinal, há coisas boas que chegam com a idade.

 

O estudo foi liderado por Elizabeth Hedgeman, doutorada da Escola de Saúde Pública do Pólo Universitário, com o objetivo de avaliar o efeito que a idade, a menopausa e os fatores sociodemográficos no nível de stress ao longo da vida das mulheres adultas em fase de transição para a idade sénior. De acordo com a investigadora, «o stress diminuiu mesmo durante a passagem pela menopausa», sugerindo que mesmo este acontecimento «não é um fator decisivo em relação a outros eventos ou experiências das vidas destas mulheres».

 

VEJA TAMBÉM: EIS PORQUE O STRESS PÕE AS PESSOAS DOENTES

 

Verificou-se ainda, ao longo da observação dos dados recolhidos pelo estudo, que o stress diminuía em praticamente todas as classes sociodemográficas, sendo que apenas nas mulheres japonesas foi visível um aumento significativo de stress. Contudo, à medida que estas mulheres envelheciam, havia uma diminuição visível do stress. Mas as descobertas não se ficam por aqui. As mulheres com menos escolaridade e maiores dificuldades financeiras mostraram níveis mais altos de stress, quando em comparação com os seus pares, diferença essa que foi diminuindo à medida que se iam aproximando da meia-idade [entre os 40 e os 50 anos].

 

A educação, o emprego e as dificuldades económicas são fatores que despoletam maiores níveis de stress do que aquele que é desencadeado pela transição hormonal de uma mulher menstruada para uma mulher que está a passar pela menopausa. De acordo com o estudo da Universidade de Michigan, estas observações podem sugerir que as mulheres que passam pela menopausa com uma série de fatores de stress agudos (os sintomas, como as variações de temperatura do corpo, distúrbios de sono, entre outros) podem ser atenuados quando têm outros fatores crónicos que se sobrepõem a estes, como os fatores socioeconómicos.

 

VEJA TAMBÉM: SEMPRE EM STRESS? DESCUBRA SE ESTÁ EM CONTACTO COM AS SUAS EMOÇÕES

 

Apesar de existir uma grande diminuição dos níveis de stress ao longo da vida, as mulheres que apresentaram níveis mais altos no início da meia-idade continuaram a ver aumentado o stress à medida que envelheciam, em comparação com os seus pares, fator muito importante e a ser investigado, pois o nível elevado de stress é um enorme risco para a saúde.

 

De acordo com a investigadora e, ainda que não tenham sido observadas as razões para a diminuição do stress na vida das mulheres nesta faixa etária, «poderá haver causas circunstanciais e neurológicas – os filhos saem de casa, os objetivos profissionais estão a ser alcançados, motivo pelo qual as mulheres podem estar num período mais tranquilo da sua vida».

 

VEJA TAMBÉM: DEZ SINAIS DE STRESS SURPREENDENTES

 

As várias pesquisas realizadas até agora também sugerem que o envelhecimento ajuda a regular as emoções. «Talvez as coisas não nos incomodem tanto quando envelhecemos, devido à experiência emocional ou às mudanças neuro químicas do nosso cérebro», explica. Contudo, em termos globais, as conclusões são boas notícias para as mulheres que estão a chegar à faixa etária dos 40 aos 50 anos. «Para a maioria das mulheres, o stress diminui à medida que vão envelhecendo», declara.

 

O estudo teve como base os dados recolhidos de cerca de 3 000 mulheres, com idades entre os 42 e os 53 anos, e teve como principal limitação a incapacidade de compreender o stress entre as mulheres que relataram um aumento dos níveis ao longo do tempo observado.

 

Para ajudar mulheres que tentam realizar inúmeras tarefas no dia a dia, a psicóloga social Ana Tapia revela 12 estratégias e várias técnicas para conseguir encaixar todas as suas esferas da vida. Veja quais são na galeria acima.

Artigo anterior

Beringela recheada: fácil, rápida e económica

Próximo artigo

Portugal Fashion regressa à Alfandega do Porto com tendências para a primavera/verão 2019