Home»GLAMOUR»MODA»Stella McCartney quebra contrato com fornecedor de lã depois de acusação da PETA

Stella McCartney quebra contrato com fornecedor de lã depois de acusação da PETA

A organização de defesa dos direitos dos animais expôs os maus tratos a que os animais de uma quinta na Argentina são sujeitos, levando a estilista Stella McCartney a quebrar o contrato de fornecimento de lã com a mesma

Pinterest Google+
PUB

A designer Stella McCartney, conhecida por não usar pele, pelo ou peles exóticas nas suas coleções, cortou todos os compromissos contratuais com um dos seus fornecedores de lã sustentável, a empresa Ovis 21, com base na Argentina. A decisão aconteceu depois de uma denúncia da organização de defesa dos direitos dos animais PETA, que mostra num vídeo os abusos cometidos contra as ovelhas.

O vídeo resultou de uma investigação secreta que a PETA levou a cabo. Com câmaras escondidas, a associação capturou imagens dos trabalhadores da quinta a ajoelharem e atarem os cordeiros enquanto serravam o pescoço dos animais sem qualquer anestesia.

Assim que Stella Mccartney, vegetariana e defensora dos direitos dos animais, foi contactada pela PETA e alertada para esta situação, a designer não hesitou em desvincular-se da quinta argentina, onde a sua empresa comprava lã sustentável.

«Depois de vermos as filmagens perturbadoras, deixamos imediatamente de comprar lã na empresa Ovis 21. Estamos tristes e chocados com a crueldade que observamos no vídeo pois o bem estar dos animais está sempre presente no que fazemos. Estamos ainda mais determinados na luta pelos direitos dos animais na moda e na monitorização de todos os nossos fornecedores», escreveu a designer num comunicado emitido pela PETA. Stella explicou ainda que a empresa está a investigar a possibilidade de começar a usar lã vegan, ou seja, lã obtida a partir de materiais sintéticos ou plantas.

Entretanto, a PETA fez uma queixa formal nas autoridades argentinas, usando as leis locais que protegem os abusos contra os animais.

Mais recentemente, Stella MacCartney usou a sua página de Facebook para falar mais sobre o caso, explicando que a quinta Ovis 21 estava envolvida numa iniciativa para a proteção de áreas naturais na Patagónia, ao mesmo tempo que oferecia lã sustentável. Foi este projeto que levou a marca a comprar matéria prima à empresa argentina, um dos seus 26 fornecedores.

Por Joana de Sousa Costa

Artigo anterior

Disney vai ter área “Guerra nas Estrelas” nos parques dos EUA

Próximo artigo

Portugal é um “pedaço de céu”