Home»FOTOS»Sósias, dinossauros, roda gigante, piscina, gastronomia e… música

Sósias, dinossauros, roda gigante, piscina, gastronomia e… música

Está de volta o festival que oferece muito mais do que música. O Rock in Rio Lisboa está a ultimar os preparativos para abrir portas a 23 de junho e são múltiplas as atrações para todas as idades. E nós fomos espreitar o que está para vir e apresentamos-lhe o guia completo para desfrutar do festival. E algumas curiosidades.

Pinterest Google+

Está a chegar o maior parque temático da música e entretenimento. A 8ª edição do Rock in Rio-Lisboa decorre a 23, 24, 29 e 30 de junho, no Parque da Bela Vista, com uma oferta que vai muito além do cartaz que inclui alguns dos maiores nomes da música nacional e internacional, como Muse, Bruno Mars, The Killers, Katy Perry, Bastille, Demi Lovato, Anitta, Jessie J, The Chemical Brothers, Agir, Carolina Deslandes, Diogo Piçarra…

 

Este ano, a Cidade do Rock traz muitas novidades. Apresenta novos palcos, novos conteúdos e formatos de entretenimento, cenografias renovadas e, ainda, mais horas de música e entretenimento, além de tantas outras novidades.

 

No total são cinco palcos (Palco Mundo, Music Valley, EDP Rock Street, Super Bock Digital Stage e Yorn Street Dance), uma rua dedicada às culturas africanas, um “distrito” que celebra a cultura pop (Pop District), uma arena de gaming (Worten Game Ring), um mercado pop-up de alta cozinha (Time Out Market Rock in Rio), um mini parque jurássico dedicado a toda a família, uma piscina, uma roda-gigante Cofidis, um slide 7UP, mais de 23 espaços de restauração, 15 stands com ativações e surpresas das marcas, uma área VIP, duas áreas de tables corporativas e dois rooftops.

 

O acesso ao recinto está este ano facilitado através de um plano de mobilidade reforçado, com maior abrangência e número de operadores, a pensar no conforto do público desde que parte para o recinto até ao regresso a casa. Vão ser quatro dias de experiências, com 14 horas de música e entretenimento diário, com a Cidade do Rock a abrir ao 12h00 e a encerrar às 02h00. Os bilhetes para o festival têm um custo de 69€ e dão acesso à Cidade do Rock, a todos os palcos e todas as diversões/atividades. O dia 24 já se encontra esgotados, assim como os passes para ambos os fins-de-semana. Veja abaixo uma demonstração do que lá pode ver.

 

 

Palco Mundo

Naquela que é a principal atração do evento, os espetáculos começam às 18h00 e terminam pela 01h00. São 2.500m2 de palco, 80m de comprimento, 27m de altura, mais 500.000 watts de som e mais de 400 projetores. O Palco Mundo apresenta, esta edição, uma nova estrutura que o torna significativamente mais leve. De 400 toneladas esta estrutura passa, agora, a pesar 80 toneladas, entre as quais 15 são de equipamento de som (suspenso no palco) e 50 são de equipamento de luz e vídeo. A cenografia formada por painéis côncavos e convexos, de chapa branca (outra novidade, até então o palco era metálico), formando uma rede que representa a interatividade entre artistas e público.

 

Music Valley

O Music Valley é um dos novos palcos da Cidade do Rock. Com 14 horas de música por dia, este palco non-stop (cujo nome é inspirado na própria arquitetura natural do Parque da Bela Vista, e no facto de se localizar num vale) tem uma programação diversa e surpreendente. Começa com as famosas Somersby Pool Parties animadas ao som de DJ’s portugueses, recebe concertos de grandes nomes da música cantada em português – como Carolina Deslandes, HMB, Carlão, Língua Franca com Sara Tavares, Anavitória, Blaya, entre outros.

 

EDP Rock Street

A rua mais disputada da Cidade do Rock promove, nesta edição, um encontro entre tradição e modernidade, ao som dos ritmos de África. Uma verdadeira viagem pelos caminhos do mais velho continente do mundo através da arquitetura, espetáculos de rua e muita música. Pelo palco passam três concertos por dia: o primeiro às 15h15, o segundo a começar às 17h00 e o terceiro com início às 19h00.

 

Artigo anterior

Matar bactérias ao silenciar genes pode ser alternativa aos antibióticos

Próximo artigo

Praias tranquilas no Algarve