Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Sopa: um alimento funcional e desintoxicante

Sopa: um alimento funcional e desintoxicante

A sopa é considerada o prato mais antigo do mundo. É fácil de confecionar, acessível e permite ter uma refeição completa sem recorrer a alimentos complexos. É um prato que gera conforto e sacia em simultâneo, tanto que está cada vez mais em voga fazer planos detox com sopas. Conheça um plano semanal.

Pinterest Google+
PUB

Todos nós temos memórias de infância, em que a nossa mãe ou a nossa avó nos fazia comer sopa, sobretudo quando estávamos doentes. Porque é cada vez mais importante entender a forma como ao longo dos tempos nos alimentamos, passarei a escrever um novo ciclo de crónicas dedicado às sopas e à forma como ajudam na recuperação metabólica, quer para doentes, quer para quem apenas pretende mudar de hábitos alimentares.

 

A sopa é considerada há muito um alimento fácil de confecionar, acessível a qualquer classe social, sobretudo para as classes mais pobres, porque permite elaborar uma refeição completa sem ser preciso ter alimentos complexos. É um prato que gera conforto e sacia em simultâneo, tanto que, nos dias atuais, está cada vez mais na moda fazer planos de detox com sopas.

 

VEJA TAMBÉM: SOPAS: DEIXE-SE LEVAR PELA CRIATIVIDADE PORTUGUESA

 

De acordo com os registos históricos e antropológicos, a sopa é considerada o prato mais antigo do mundo. Há achados antropológicos que mostram a existência de sopas ainda antes da era do fogo, onde os vegetais e pedaços de carne eram misturados em caldo com água e esmagados para serem consumidos.

 

Estamos em março, começo da estação da primavera, mas também o tempo em que o ciclo diário da estação é muito oscilante em variações térmicas e isso provoca em muita gente gripes e as alergias caraterísticas destas variantes climáticas. É aqui que a sopa assume um papel de eleição como um regenerante que fortalece, sacia e trata. Isto significa que ela vai atuar no metabolismo como um alimento de poder “nutracêutico” (trata e nutre em simultâneo).

 

Em todos os meus planos de nutrigenética, elaborados de forma personalizada para cada paciente, a sopa assume o papel de alimento de eleição para substituir o jantar. É criada como uma iguaria gulosa, elaborada com carinho e focada na necessidade de suprir as carências dos nutrientes essenciais minerais, vitaminas, ómegas e hidratos de carbono complexos. Só desta forma posso garantir a cada pessoa que no período em que o seu corpo recupera e descansa das atividades diárias vai de verdade recuperar a energia gasta.

 

RECEITAS: Jantar funcional “Detox 3 dias por semana”

 

  • SEGUNDA-FEIRA

É o começo da semana, onde muita gente no decorrer do fim de semana cometeu excessos alimentares, por isso é importante que o jantar deste dia seja reforçado com sopa depurativa, mas precisa de ser gulosa.

 

Sopa branca

1 cebola branca, média, 3 dentes de alho, 1 molho de manjericão fresco, 3 rodelas de gengibre com casca, 1 cebola roxa grande, 1 nabo médio, 1 xuxu médio com casca, 1 pé de hortelã, 1 batata doce pequena.

 

Preparação:

Coloque ao lume uma panela média, com água até 1/3 da sua capacidade. Lave e descasque os ingredientes. Num recipiente fundo, corte em pequenos cubos cada ingrediente, tempere com um pouco de sal grosso, uma pitada de noz moscada, curcuma e garam masala e reserve até a água entrar em ebulição.

 

Quando verificar que na panela começam a saltar bolhas em fervura, coloque os ingredientes todos juntos e tape, até que levante fervura. Assim que iniciar o processo de fervura, desligue o figão e deixe a mistura arrefecer, para poder consumir.

 

Num prato bonito, coloque 3 conchas desta sopa, complete com 1 fio de azeite e de leite de coco, raspa de limão, raspa de gengibre e pique 3 azeitonas verdes sem caroço. Coma em boa companhia, devagar, mastigando bem e com prazer, sentindo o sabor de cada ingrediente. Se sentir vontade de mais, repita, até ficar saciado(a).

 

  • QUARTA-FEIRA

A meio da semana, começamos a notar algum cansaço, fruto das muitas atividades profissionais, de lazer e com os filhos. Por vezes, chegamos a casa sem energia e criatividade para preparar o jantar. Em vez de encomendar fora, prepare uma sopa colorida que vai gerar em cada elemento da família uma festa de cores e de prazer.

 

Sopa arco íris

1 batata doce, 1 cebola grande branca, ervilhas (podem ser congeladas), 3 tiras de abóbora, ½ de beterraba, o olho de uma alface crespa(roxa), 1 molho de coentros e de salsa, 3 pés de hortelã fresco, 4 dentes de alho branco e 3 rodelas de curcuma.

 

Preparação:

Coloque ao lume uma panela média, com água até 1/3 da sua capacidade. Lave e descasque os ingredientes.

 

Num recipiente fundo, corte em pequenos cubos cada ingrediente, tempere com um pouco de sal grosso, uma pitada de noz moscada e reserve até a água entrar em ebulição.

 

Quando verificar que na panela começam a saltar bolhas em fervura, coloque os ingredientes todos juntos e tape, até que levante fervura.

Assim que iniciar o processo de fervura, desligue o figão e deixe a mistura arrefecer, para poder consumir.

 

No prato, coloque 1 fio de azeite, 1 pitada de orégãos, sementes de girassol e 1 colher de sobremesa de miolo de amêndoa moído.

Coma em família ou só, ao som da sonata das quatro estações de Vivaldi.

 

VEJA TAMBÉM: VAGEM, O ALIMENTO QUE MELHORA O HUMOR

 

  • SEXTA-FEIRA

O fim de semana aproxima-se e com ele surgem os convites para festas, reuniões de amigos, mas o seu corpo precisa de estar reforçado para suportar alguns deslizes sem adoecer. Nada melhor do que um bom jantar de sopa que irá reforçar o seu sistema imunitário e preparar o fígado para suportar alguns exageros.

 

Sopa verde

1 courgette, 1 talo de alho francês com 1 parte de rama, 1 Cebola roxa, grande, algumas folhas de agrião, algumas folhas de rúcula, 4 dentes de alho 4 espargos verdes.

 

Preparação:

Coloque ao lume uma panela média, com água até 1/3 da sua capacidade. Lave e descasque os ingredientes. Num recipiente fundo, corte em pequenas rodelas cada ingrediente, tempere com um pouco de sal grosso, uma pitada de noz moscada, de gengibre e reserve até a água entrar em ebulição.

 

Quando verificar que na panela começam a saltar bolhas em fervura, coloque os ingredientes todos juntos e tape, até que levante fervura. Assim que iniciar o processo de fervura, desligue o figão e deixe a mistura arrefecer, para poder consumir.

 

No prato, adicione um fio de azeite, uma pitada de pó de curcuma, algumas folhas de manjericão, 1 colher de sobremesa de mostarda de dijon com grão, raspa de limão e sementes de abóbora descascada.

 

Coma devagar, com verdadeiro prazer, adivinhando o sabor de cada ingrediente. Afinal o alimento é a melhor forma de manter a sua saúde, o seu bem-estar e a sua alegria.

 

 

 

Artigo anterior

Aumento do consumo de atum durante a pandemia pressiona sustentabilidade da espécie

Próximo artigo

Sabe as diferenças entre alergia alimentar, intolerância alimentar e doença autoimune?