Home»BEM-ESTAR»CORPO»Somos o que comemos, mas também quem conhecemos

Somos o que comemos, mas também quem conhecemos

Estar rodeado de pessoas de elevado estatuto social pode ajudar a emagrecer, mas só se for mulher, sugere um estudo realizado nos EUA.

Pinterest Google+

Um estudo realizado pela Universidade de Vanderbilt, EUA, revela ligações entre o peso da pessoa e o estatuto socioeconómico das pessoas que a rodeiam, e sugere  ainda que o género tem um papel importante nessa relação.

 

Embora se saiba que o estatuto económico esteja relacionado com a figura da pessoa, o estudo ‘O teu corpo sabe quem conheces?’ vai mais além e diz que a relação entre estatuto e peso tem mais nuances do que essa simples correlação.

 

Veja também: Erros comuns de quando se tenta perder peso

 

Com recurso a dados do Levantamento Social Geral dos EUA de 2004, os investigadores analisaram a relação entre o peso de um indivíduo, medido por uma avaliação visual, o estatuto socioeconómico das pessoas que estão em seu redor,  mediante a sua  escolaridade,  o seu estilo de vida, medido pela prática de exercício físico, e o seu género.

 

«As pessoas com estatuto mais elevado são mais conscientes do seu peso, estão mais preocupadas com a sua imagem corporal e têm tendência a praticar um estilo de vida relacionado com o seu peso, tais como atividade física e controlo de peso», afirma Bhumika PiyaSong, uma das autoras do estudo. «Quando se está rodeado de pessoas com um estatuto maior, está-se mais exposto a normas de controlo de peso. É mais provável que se torne consciente do seu peso, há maior probabilidade de receber ajuda para controlá-lo e há maior tendência a observar e imitar os comportamentos de controlo de peso dessas pessoas».

 

Veja também: A fruta e os legumes que deve consumir em cada mês

No entanto, esta realidade parece ser só encontrada entre mulheres. O sexo feminino sofre muita pressão quanto à sua imagem, particularmente quanto ao peso. «As mulheres com maior nível socioeconómico sofrem ainda mais, pois têm de enfrentar expetativas ainda mais rigorosas da sociedade», expressa Song. Assim, se estiverem rodeadas por pessoas que se encontram no mesmo nível (alto) socioeconómico vão ter mais controlo quanto ao seu peso corporal e à sua imagem.

 

Não acontece o mesmo no sexo masculino. Os homens enfrentam mais pressão social para provar que são fortes e viris do que em questões relacionadas com o peso. Por isso, há tendência para se sentirem menos inclinados a praticarem um estilo de vida consciente – preocupados com a dieta ou com a prática de exercício físico.

 

 

Artigo anterior

Planeie as férias de acordo com o seu signo

Próximo artigo

A nossa alimentação está a mudar