Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Sociedade Portuguesa de Cardiologia alerta para doenças cardiovasculares como principal causa de morte das mulheres em Portugal

Sociedade Portuguesa de Cardiologia alerta para doenças cardiovasculares como principal causa de morte das mulheres em Portugal

Várias iniciativas são desenvolvidas pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia durante o mês de março, de forma a consciencializar as portuguesas para a prevenção, diagnóstico atempado e principais desafios em tempo de pandemia.

Pinterest Google+
PUB

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte das portuguesas e que, em conjunto com o AVC, matam 1 em cada 3 mulheres, sendo que 80% destas mortes podem ser prevenidas com a alteração do estilo de vida.

 

Tendo por base estes dados, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) desenvolve ao longo do mês de março várias iniciativas com o objetivo de consciencializar e educar as mulheres para o cuidado com a sua saúde, no âmbito do Dia Internacional da Mulher, que se assinala hoje.

 

VEJA TAMBÉM: COMO PREVENIR AS DOENÇAS CARDIOVASCULARES

A doença coronária é a principal causa de morte na mulher das sociedades ocidentais, ultrapassando o cancro da mama, cancro uterino e a mortalidade periparto e, de salientar também que as doenças cardíacas matam mais mulheres que homens e são mais fatais que todas as causas de cancro combinadas*. Face a esta realidade, a SPC lança a campanha de sensibilização e awareness “Bem Me Quero1” sobre as doenças cardiovasculares na mulher, de forma a construir uma plataforma de conhecimento entre o público feminino que está menos desperto para esta doença e que, num momento de confinamento, tende a ficar para segundo plano.

 

Cristina Gavina, vice-presidente da SPC, afirma ainda que estas doenças podem ser evitadas: «80 por cento destas mortes podem ser prevenidas com alterações nos estilos de vida e educação, além de se considerar que a doença coronária na mulher está subdiagnosticada e há um reconhecido subtratamento».

 

Com o objetivo de diminuir a carga da doença cardiovascular nas mulheres portuguesas, promover o conhecimento sobre os verdadeiros sintomas e fazer com que as mulheres cuidem da sua saúde, a SPC desenvolve ainda, ao longo do mês de março, lives no Facebook sob o mote “Protege a saúde das mulheres que amas”, em conjunto com a marca farmacêutica Vichy, em que os espetadores terão a possibilidade de ver respondidas as suas dúvidas sobre a área da cardiologia, no dia 11 de março às 21 horas.

 

VEJA TAMBÉM: AÇÃO NACIONAL ALERTA PARA ENFARTE AGUDO DO MIOCÁRDIO NAS MULHERES

 

Estes lives têm como objetivo alertar as mulheres para alguns dados importantes sobre o tema, bem como sinalizar possíveis causas, alertas e consequências a que devem estar atentas.

 

Iniciativa “Protege a saúde das mulheres que amas”: 

Lives no Facebook

  • 11 de março às 21 horas | Cardiologia | Presença de Dra. Regina Ribeiras, Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia
  • 18 de março às 21 horas | Nutrição | Presença de Dra. Conceição Calhau – Presidente Conselho Jurisdicional Ordem dos Nutricionistas & Professora Associada Nova Medical School
  • 25 de março às 21 horas | Dermatologia | Presença de Dra. Leonor Girão – Dermatologista na Clínica de Dermatologia do Areeiro

 

Artigo anterior

Dez alternativas saudáveis e deliciosas à irresistível pasta

Próximo artigo

A história do Dia Internacional da Mulher