Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Só um terço das crianças até aos três anos fica em casa com os pais

Só um terço das crianças até aos três anos fica em casa com os pais

Os dados foram divulgados a propósito do Dia Internacional da Família, celebrado no passado dia 15 de maio.

Pinterest Google+
PUB

Apenas um terço das crianças portuguesas até aos três anos de idade fica em casa com os pais, segundo os dados divulgados pelo Eurostat, referentes a 2014. Portugal apenas é ultrapassado pela Holanda, país onde só 23 por cento das crianças desta idade estão em casa com os pais.

 

Segundo o apuramento do Eurostat, são vários os métodos utilizados pelas famílias no que diz respeito ao cuidado dos filhos com idades inferiores a três anos. Alguns pais cuidam dos seus próprios filhos, outros fazem uso das creches, outros recorrem aos avós, a outros familiares ou vizinhos.

 

Veja a galeria: Benefícios da amamentação

 

Em 2014, a União Europeia (UE) determinou que, das 15,5 milhões de crianças com menos de três anos existentes na Europa, 50% ficaram em casa com os pais, enquanto 28% tiveram assistência exterior. Os países que registaram percentagens mais elevadas foram a Bulgária (73%), Letónia (70%), Hungria e Eslováquia (68%).

 

Em Portugal 27% por dos bebés ficam em casa com os pais e 45% recebem cuidados formais (creche), um dos valores mais baicos entre os países que constituem a UE.

 

Veja a galeria: Atenção, pais!

 

Entre 2000 e 2014, o número de crianças com menos de três anos residentes na União Europeia manteve-se estável, apesar de alguma discrepância entre os Estados Membros. As tendências nacionais observadas durante este período de tempo não foram lineares, exceto na Suécia (onde o número de menores de três anos subiu constantemente) e na Dinamarca, Alemanha, Portugal e Roménia (onde foi observada uma diminuição constante).

 

Portugal é, aliás, um dos países onde mais caiu o número de crianças com menos de três anos, cerca de 20%, entre 2000 e 2014.

Artigo anterior

Beyoncé acusada de usar mão de obra escrava na produção da sua linha de roupa desportiva

Próximo artigo

Tristana Esteves Cardoso é a nova embaixadora da Miitik Kids