Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Sim, também há tendências no mundo das embalagens

Sim, também há tendências no mundo das embalagens

Pode parecer uma coisa mundana, mas reflete muito do comportamento do consumidor e das novas tendências de mercado. Assim o diz a consultora Mintel, que identifica as cinco tendências na forma de embalar produtos em 2018 e que têm impacto nos consumidores, marcas e produtores.

Pinterest Google+
PUB

As novas tendências no mundo das embalagens refletem a forma os consumidores se comportam e alteram-se também elas com o evoluir dos tempos. Neste sentido, a consultora de mercado Mintel acaba de anunciar cinco tendências que vão impactar na forma como se vai consumir produtos em 2018.

 

«As nossas tendências de embalagem para 2018 refletem as atitudes, as ações e os comportamentos de compra mais atualizados e voltados para o futuro nos mercados globais e locais. Tendências como as que vemos emergentes em embalagens de comércio eletrónico ou o ataque aos plásticos estão bem nos seus primeiros capítulos, mas sem um final claro à vista», comenta David Luttenberger, director da área de Embalagem Global da Mintel.

 

VEJA TAMBÉM: TENDÊNCIAS DE BEM-ESTAR PARA 2018: DO PODER DO SILÊNCIO À ARQUITETURA RENOVADA

 

A primeira reflete a crescente preocupação com o planeta que atravessa os vários setores da sociedade. Assim, a cultura descartável de hoje evoluirá para uma que compreenda e abraça o papel das embalagens como meio primário para reduzir o desperdício mundial de alimentos e produtos. Os consumidores há muito que consideram a embalagem muitas vezes desnecessária, e, em última instância, apenas um desperdício a ser descartado. Mas essa ideia agora está a mudar. O foco nas inovações de pacotes que prolongam o fresco dos alimentos, preservam a fortificação de ingredientes e garantem uma entrega segura estão cada vez mais a beneficiar os consumidores.

 

Reembalar é a segunda palavra de ordem. À medida que mais e mais consumidores fazem compras online, as embalagens desempenharão um papel fundamental nas experiências de comércio eletrónico de marcas e consumidores. A vantagem principal da compra online é a conveniência, mas os consumidores esperam mais das suas marcas favoritas. A experiência das embalagens de comércio eletrónico deve refletir as expectativas dos consumidores como se comprasse essa marca na loja, revela a consultora.

 

VEJA TAMBEM: AS DEZ TENDÊNCIAS ALIMENTARES PARA 2018 SÃO…

 

Embalagens ‘clean’, ou limpas, é outra das tendências. Os consumidores de hoje estão mais informados do que nunca, no entanto, as marcas correm o risco de serem rejeitadas se os consumidores se sentirem sobrecarregados com informações. O princípio de design “essencial” traça a divisão entre o suficiente e apenas o que é essencial para os consumidores fazerem uma decisão de compra esclarecida e confiante. As marcas devem trazer a próxima geração do rótulo limpo o design da embalagem que forneça um momento de calma e clareza aos compradores que compram em ambientes de loja cada vez mais agitados.

 

As embalagens plásticas à deriva nos oceanos tornar-se-ão o catalisador de marcas para repensarem as embalagens. As preocupações com a eliminação segura de embalagens irão aumentar a perceção dos consumidores e impactar nas decisões de compra do comprador. Somente ao comunicar que uma marca está a trabalhar para uma solução é que essa barreira crescente para a compra será superada. Para manter o plástico fora do mar, é necessário um esforço renovado para a economia circular e manter o material de embalagem em uso.

 

VEJA TAMBEM: NATURAL E INCLUSIVA: ASSIM VAI SER A BELEZA EM 2018

 

Por fim, as marcas procurarão fazer formatos de embalagens contemporâneos para ajudar a revigorar os corredores das lojas menos visitados pelos consumidores mais jovens. Os jovens compradores estão cada vez mais  a fazer compras nos corredores de frescos e refrigerados e virando as costas às ofertas processadas. O uso de materiais transparentes, design contemporâneo, recicláveis ou de formas únicas podem ajudar a atrair consumidores mais jovens.

 

 

 

 

 

 

Artigo anterior

Salvador Sobral lidera pesquisas no Google em 2017

Próximo artigo

Nilton junta-se à Science4you e lança kit com sete experiências ‘loucas’