Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Ser resiliente: liberdade para ser feliz?

Ser resiliente: liberdade para ser feliz?

Todos temos um passado e todos já passamos por situações negativas, e as pessoas parecem dividir-se em dois grupos: aquelas que ficam agarradas ao passado e aquelas que se reerguem, se adaptam e seguem em frente. No Dia da Liberdade, falamos das dificuldades que se nos apresentam na vida e da força necessária para as superar. Afinal, temos essa escolha.

Pinterest Google+

Não é segredo para a ciência de que suportar um curto período de stress faz com que organismos simples e células humanas sejam mais capazes de sobreviver a stress adicional mais tarde na vida. Recentemente, cientistas do Instituto de Descoberta Médica da Prebys de Sanford Burnham, EUA, descobriram que um processo celular chamado autofagia está envolvido criticamente nos benefícios do stress temporário. Mas o que é que isto significa?

 

A autofagia é um meio que permite reciclar as partes velhas das células, quebradas ou desnecessárias para que os seus componentes possam ser reutilizados e assim fazerem novas moléculas ou serem queimados para energia. Os resultados deste estudo sugerem que uma vida longa e a resistência ao stress estão conectadas a nível celular.

 

Veja também: Qual o seu perfil comportamental?

 

No fundo, o ditado popular que diz que ‘o que não nos mata, torna-nos mais fortes’ está inscrito em nós. E tem um nome: chama-se resiliência, a capacidade de superar adversidades ou de recuperar após um choque traumático.

 

Falemos de exemplos. Numa entrevista para a ‘CBS News’, um repórter perguntou a Beyoncé qual a pessoa mais importante da sua vida, ao qual ela respondeu: «Não é só uma pessoa, mas acho que devo ser eu. Sou eu. Comecemos por mim». Beyoncé começou a atuar com apenas nove anos e, desde então, não tem parado. Certamente não foi fácil lidar com a fama na altura e com todo o stress que isso envolve, e certamente que com as proporções gigantescas que a sua carreira tomou não será nada fácil lidar com mil umas coisas a nível profissional, alimentar uma relação amorosa, ser mãe, e… cuidar de si enquanto mulher.

 

Veja também: Sinais de uma amizade negativa

 

São vários os exemplos que as estrelas de Hollywood nos dão nesta matéria: Jim Carrey cresceu no seio de uma família tão pobre que teve de desistir da escola aos 15 anos e trabalhar como porteiro para ajudar a família. No seu primeiro espetáculo de stand-up, foi vaiado no palco. E, hoje, quem não conhece o divertido Jim Carrey?

 

Oprah é um dos grandes exemplos de resiliência do mundo das estrelas. Filha de uma mãe adolescente com pouco dinheiro. A partir dos 9 anos começou a ser violada sexualmente por um primo, depois por um tio e ainda por um amigo da família. Aos 14 anos Oprah engravidou, mas o seu filho morreu pouco depois do nascimento. Foi aí que foi morar com o seu pai e a vida sorriu-lhe. O resto já se sabe: Oprah é um sucesso mundial.

Artigo anterior

Já provou comida de unicórnio?

Próximo artigo

Palácio da Bacalhôa vai ter museu com 500 anos de história