Home»GLAMOUR»CELEBRIDADES»Selena Gomez revela obsessão pelas redes sociais

Selena Gomez revela obsessão pelas redes sociais

A cantora pop confessa à edição de abril da Vogue americana que esteve envolvida num programa de tratamento de três meses. Renovada e 'pronta para outra', Selena acaba de lançar um novo single com Kygo - 'It ain't me'.

Pinterest Google+
PUB

Se acompanha as notícias do panorama pop global sabe que Selena Gomez cancelou a sua tour mundial no ano passado. A jovem confessa agora à edição americana da revista Vogue que estava deprimida, ansiosa e que a sua obsessão pelas redes sociais tinha tomado proporções descontroladas. Estava viciada, confessa a detentora da conta mais seguida do Instagram.

 

Gomez, de 24 anos, conta com mais de 113 milhões de seguidores no Instagram, mas já não tem a aplicação instalada no seu telemóvel. «Assim que me tornei a pessoa mais seguida no Instagram, eu passei-me. Aquilo apoderou-se de mim. Acordava e adormecia com as redes sociais. Estava viciada», conta a cantora na edição de abril da revista.

 

Veja também: Os verdadeiros nomes das estrelas

 

A ex-cantora e atriz da Disney Channel foi tema de notícia de várias publicações quando em agosto do ano passado cancelou abruptamente a sua tour mundial ‘Revival’. Segundo os media norte-americanos, a jovem precisava de tempo para lidar com os seus constantes ataques de pânico, com a sua falta de autoestima e depressão.

 

Segundo contou à Vogue, Selena esteve envolvida num programa de tratamento durante três meses. «A minha autoestima foi abalada. Estava deprimida, ansiosa. Comecei a ter ataques de pânico antes de subir ao palco ou depois de sair do palco. Basicamente, eu sentia que não era boa o suficiente, que não era capaz. Sentia que não estava a dar nada aos meus fãs e que eles conseguiam ver isso, o que eu penso ser, agora, uma completa distorção da realidade», afirma a cantora que reconhece agora o seu valor.

 

Veja também: Os segredos de beleza das estrelas

 

«Para um homem, é fácil revoltar-se de outras formas», acrescenta na entrevista. «Mas para uma mulher, isso pode ser contraproducente. É difícil não ser cliché, a estrela infantil que se deu mal».

Por incrível que pareça, esta é a primeira vez que a cantora é a capa da Vogue americana. Na capa, a jovem aparece com peças Michael Kors e brincos Jennifer Fisher.

Artigo anterior

A casa mais colorida dos EUA está à venda

Próximo artigo

Pai, passa mais tempo comigo! Estudo indica que traz benefícios escolares