Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Sei como vai ser o teu futuro

Sei como vai ser o teu futuro

“Hum?! Como assim?”, ou “Pois, pois. Tretas...” – poderás pensar. Mas sei como. Porque conheço padrões humanos, psicológicos, de pensamento, que orientam as ações do presente e que criam o teu futuro. Queres saber mais?

Pinterest Google+
PUB

Eu sei. É uma afirmação ousada dizer que sei como vai ser o futuro de alguém. Continua a ler e diz-me como te faz sentido o que partilho aqui.

 

Estou a ajudar uma cliente a criar o futuro que deseja. Em vez de se deixar ir “para onde o vento soprar”, ela está a ajustar as velas. Mais. Está a criar novas velas e leme para dirigir a sua vida. Antes, não sabia como o fazer. Antes estava a imaginar coisas que não queria e com receio que o futuro viesse a ser o que ela não desejava.

 

Antes, estava hesitante na direção e ações a tomar. Fosse pela incerteza na empresa, pelas variáveis em aberto e pelas circunstâncias fora do seu controlo. Agora está focada no que controla, a aprender como responder e agir mais conscientemente. E mais alinhada com o que realmente quer!

 

Uma amiga da minha companheira quer um novo homem na sua vida, uma outra dinâmica no trabalho, outras reações da sua filha, que respeitem os seus limites e o seu tempo individual, e algumas coisas mais. Como tem estado com baixa energia, sem cuidar tão bem de si, e pensando no que NÃO quer… adivinha o que tem vivido? Pois. O contrário do que deseja.

 

Buscando certeza e algo que resulte, quando encontra uma ideia/teoria que se encaixa na forma como acredita, imagina e cria a sua vida, agarra-se a ela. E continua a criar o futuro que NÃO quer. Continuando a pensar de formas que a limitam.

 

Eu também sou objeto e agente criador neste mecanismo humano de criar o futuro. Há uns anos dei por mim a alimentar na minha imaginação coisas que não queria ou temia que acontecessem. “E se deixar de trabalhar com esta empresa? O que será de mim? O que vou fazer?”, “E se encontrar uma mulher para partilhar a vida que não aceite a minha energia, a minha forma de viver e de trabalhar?”, “E se ficar sem casa nesta cidade? O que faço? Para onde vou?”, “E se ficar sem dinheiro? Como vai ser?”.

 

Adivinhas o que aconteceu? Pois. Em 2016, em cerca de 4 meses, fiquei sem casa, sem uma nova proposta de trabalho, quase sem dinheiro, e sem a companheira com que estava a começar uma relação. Alguém pode dizer que fui totó ao deixar continuar tais pensamentos, dúvidas, receios. Na altura entretive aqueles pensamentos na minha mente. Fui observando-os para ver o que acontecia na minha vida por minha ação ou inação.

 

Desde aí, aplicando práticas que aprendi e partilho há anos, alimentando a imaginação do que desejo, observando e guiando os meus pensamentos, também aconteceu criar o meu futuro (agora presente) mais como desejo. Escrevi e encontrei forma de publicar o meu primeiro livro; consegui fundos para realizar o projeto de visitar escolas inovadoras na América do Sul; desenhei 2 programas de transformação pessoal inovadores e únicos no mundo, um de retiro em caminhada e outro online para quem quer aprender a gerir os seus pensamentos de forma mais saudável; e… encontrei a mulher da minha vida 😊, a companheira com quem quero partilhar os meus dias e com quem estou a criar formas de saborear a vida em abundância. 😉

 

Certo. Não sei qual vai ser o teu futuro especificamente. Não tenho nenhuma bola de cristal nem máquina do tempo. Mas sei COMO vai ser o teu futuro por saber COMO o estás a criar. Quer gostes ou não, quer acredites ou não, quer já percebas ou ainda não. E quer queiras fazer algo diferente para o teu futuro agora, ou não.

 

A forma como pensas, a forma como te ligas contigo, a forma como alimentas e dás atenção e energia (ou resistência!) a certos pensamentos influencia e orienta as tuas ações no mundo. Assim, no dinâmico processo de co-criação entre cada pessoa e a vida, estás a contribuir para criar o teu futuro.

 

O que alimentas na tua mente tende a realizar-se

O que tens alimentado na tua mente? O que tens imaginado? Ao que tens dado tempo e energia? É isso que queres? Se sim, ótimo. Continua. Se não, ótimo. Sabes que é outra coisa que desejas. Podes começar a co-criar esta na tua vida quando quiseres.

 

Se queres aprender como identificar, observar e orientar os teus pensamentos com uma metodologia comprovada, em inglês, sugiro que procures o programa que desenhei: H.O.S.T. – Healthy Owned Self-Talk.

 

Gostaste ou achaste este texto interessante? Comenta, partilha, guarda-o para voltares a ler mais tarde. Sabes de alguém que beneficiaria em ler o que escrevi? Partilha com essa pessoa. Obrigado!

 

Artigo anterior

Qual a diferença entre chá e infusão?

Próximo artigo

O cancro da mama e a reconstrução mamária