Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Satisfação dos doentes do IPO Lisboa continua muito elevada

Satisfação dos doentes do IPO Lisboa continua muito elevada

Um novo inquérito voltou a destacar a qualidade do trabalho desenvolvido, o atendimento e a humanização dos serviços. Quanto a melhorias, os doentes querem mais conforto no ambulatório e melhor alimentação no internamento.

Pinterest Google+

O grau de satisfação dos doentes internados e acompanhados no IPO Lisboa mantém-se muito elevado, revela o Instituto Português de Oncologia num comunicado agora divulgado. São dados do inquérito aplicado pela Gestão de Qualidade e Risco nos serviços de internamento e no ambulatório a 690 doentes, entre 13 de novembro e 12 de dezembro de 2017, que foi recentemente publicado.

 

Dos doentes acompanhados em ambulatório que responderam a este inquérito, 96 cento consideram-se muito satisfeitos com o atendimento das equipas médica, de enfermagem, secretariado e técnicos de saúde. Quanto ao internamento, os níveis de satisfação mantêm-se elevados, neste caso nos 84 por cento, para os mesmos grupos profissionais, explica o IPO Lisboa.

 

VEJA TAMBÉM: PODERÃO OS NOSSOS GENES INFLUENCIAR NO TRATAMENTO DO CANCRO DA MAMA?

 

No inquérito, voltou a ser elogiada a qualidade do trabalho desenvolvido, o atendimento e a humanização dos serviços. Quanto a melhorias, os doentes querem mais conforto no ambulatório e melhor alimentação no internamento.

 

No ambulatório, os doentes que referiram alguma insatisfação justificaram a sua opinião com a demora nos tempos de espera para atendimento pelo secretariado, pessoal médico, técnicos de saúde, condições de conforto e sinalética deficiente de alguns serviços. Já no internamento, o principal motivo de descontentamento está relacionado com a alimentação, tendo também alguns doentes sinalizado a necessidade de melhorar o conforto, a ajuda do voluntariado, a limpeza e o atendimento do Gabinete do Cidadão.

 

VEJA TAMBÉM: JÁ CONHECE O CÓDIGO EUROPEU CONTRA O CANCRO?

 

Curiosamente, 26 por cento dos comentários dos doentes foram elogios ao funcionamento e à qualidade dos serviços, aos profissionais, à simpatia e à humanização dos cuidados no IPO.
Os resultados deste inquérito e as sugestões de melhoria apontadas pelos doentes foram comunicadas aos diretores e gestores de qualidade dos vários serviços para que sejam avaliadas e desenvolvidas ações de melhoria, explica o instituto.

 

De referir ainda que algumas das sugestões de melhoramento apontadas pelos doentes em anos anteriores já foram implementadas, avança o IPO. O processo clínico eletrónico, as obras de requalificação nalguns serviços/internamento, os quiosques de gestão de atendimentos eletrónico nas consultas e exames de diagnóstico, o envio de SMS para confirmação de consultas e a criação da central de transportes refletem propostas anteriormente feitas pelos doentes e que já foram implementadas pelo IPO, que também as considerou prioritárias. Outras, como o aumento do número de elevadores, a renovação das cadeiras das salas de espera, a requalificação de algumas instalações sanitárias, estão entre os vários investimentos em curso atualmente no IPO, finaliza a instituição.

Artigo anterior

Idanha-a-Velha recebe encontro internacional inédito sobre destinos turísticos não massificados

Próximo artigo

Da chia ao girassol: as sementes que deve conhecer