Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»São necessários mais 70 anos para mulheres ganharem o mesmo que os homens

São necessários mais 70 anos para mulheres ganharem o mesmo que os homens

Comissão dos Direitos da Mulher da Comissão Europeia exorta a UE a intensificar os seus esforços na procura da igualdade laboral.

Pinterest Google+

Ao atual ritmo de desenvolvimento, só daqui a 70 anos as mulheres ganharão o mesmo que os homens, segundo uma comunicação divulgada esta semana pela Comissão Europeia.

 

A referencia vem no seguimento de um relatório adotado pela comissão dos direitos da mulher, que exorta a UE a intensificar os seus esforços na procura desta igualdade.

 

Veja também: Hábitos das pessoas organizadas

 

«A Europa pode ser um dos líderes mundiais no que diz respeito à igualdade de género, mas na UE as mulheres continuam a ter salários e pensões mais baixos e continuam a ser sub-representadas em posições políticas e económicas de poder e de tomada de decisão», refere a comunicação divulgada.

 

Os últimos dados indicam que a taxa de emprego das mulheres atingiu um máximo histórico em 2015 com 64%, em comparação com 76% para os homens. As mulheres são quatro vezes mais propensas do que os homens a participar e permanecer no trabalho a tempo parcial. As mulheres também estão mais propensas do que os homens a ter responsabilidades adicionais. Por outro lado, três quartos dos trabalhos domésticos e dois terços dos cuidados parentais foram realizados por mulheres trabalhadoras.

 

Veja também: Dicas para melhorar a segunda-feira

 

Embora as mulheres tenham, em média, um nível de educação superior ao dos homens, continuam a ganhar menos e a receber pensões mais baixas. A diferença salarial na UE era de 16,1% em 2014, enquanto a diferença para as pensões representava 40,2%. Em metade dos países da UE, esta diferença aumentou.

 

Nos parlamentos nacionais, a proporção de mulheres aumentou de 21% em 2005 para 28% em 2016. No Parlamento Europeu, a sua quota aumentou de 30% para 37% no mesmo período.

Artigo anterior

Pessoas demonstram mais afeto aos animais do que aos seus companheiros

Próximo artigo

Produto do Ano 2017 distingue 24 produtos em Portugal