Home»VIDA»CARREIRA»Sabe o que os seus colegas de trabalho pensam sobre si? Estudo diz que não faz ideia

Sabe o que os seus colegas de trabalho pensam sobre si? Estudo diz que não faz ideia

Sabemos bem quem gosta de nós, mas temos muita dificuldade em identificar quem poderá estar a competir connosco em ambiente de trabalho, diz um estudo realizado nos EUA. Nesta rentrée, saiba ainda o que é que qualifica um bom colega de trabalho.

Pinterest Google+

Em ambiente de trabalho, as pessoas sabem quem gosta delas, mas têm dificuldade em identificar quais os colegas que estão a competir negativamente consigo, de acordo com um estudo da Universidade de Washington, EUA.

 

Todo os dias, no local de trabalho, os colegas competem ativamente por uma quantidade limitada de vantagens, incluindo aumentos, promoções, bónus e reconhecimento. No entanto, as pessoas tendem a falhar quando tentam reconhecer que colegas de trabalho podem estar a tentar prejudicar o seu trabalho.

 

Veja também: Palavras proibidas no trabalho

 

Segundo Hillary Anger Elfenbein, professora de comportamento organizacional, sabe-se, de modo geral, quem gosta de nós, mas não se tem lucidez suficiente para perceber quem nutre sentimentos negativos por nós. «Quando se trata de sentimentos negativos, incluindo competição, as pessoas não fazem ideia», refere.

 

 

Para um primeiro estudo, os investigadores entrevistaram vendedores de uma concessionária de automóveis onde a concorrência era normal e encorajada. O segundo estudo incluiu a realização de inquéritos a mais de 200 estudantes universitários, em 56 grupos de projetos separados. Foram perguntadas questões semelhantes, a todos, sobre os seus colegas de trabalho e o que acreditavam que os colegas de trabalho pensavam sobre eles. Quando as respostas sobre a competição foram analisadas, os resultados foram surpreendentes. Os colegas de trabalho não têm ideia de quem são os seus rivais de competição. «Algumas pessoas mostram a sua competitividade, noutras é possível reconhecer que gostam de nós e outras agem como amigos próximos», elucida Elfenbein.

 

Veja também: Ter ou não ter amigos no local de trabalho?

 

Os investigadores apresentam duas razões principais para esta desconexão. Primeiro, as pessoas tendem a mascarar sentimentos externos de competitividade com os outros, fazendo um esforço para serem educados. A especialista destaca que «é preciso dar mais atenção ao que as pessoas fazem e não ao que dizem. Quando as pessoas são demasiado educadas para dizer algo na cara, você precisa entao de uma rede de contactos muito forte para saber de facto o que a pessoa pensa».

 

Para um gerente de uma empresa que queira, no local do trabalho, uma equipa forte e coesa, a transparência e as linhas intransponíveis parecem ser a chave para manter o equilíbrio, segundo o estudo. «O melhor é promover um clima onde haja competição amigável. Na concessionária de carros, a competição entre todos é assumida. Os salários baseiam-se no desempenho», explica.

 

Veja, na galeria acima, dicas para ser um bom colega de trabalho.

 

 

Artigo anterior

O objetivo não é o orgasmo, mas o beijo!

Próximo artigo

Vacina para prevenir maioria dos cancros cervicais eficaz a longo prazo