Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Sabe como mudar o seu foco?

Sabe como mudar o seu foco?

Já lhe aconteceu dar por si a seguir uma corrente de pensamentos “maus” que lhe levam a lugar nenhum? Neste texto, falo como mudar o seu foco, em três simples passos. Imagine o que mudava na sua vida ao mudar o seu foco sempre que quisesse!

Pinterest Google+

Deixe-me confessar primeiro que, nos últimos meses, manter-me focado no que quero e no que me ajuda mais tem sido um desafio para mim. Talvez tenha sido por isso mesmo que me lembrei e decidi voltar ao básico. Ao A-B-C da gestão emocional, do autoconhecimento, do desenvolvimento do ser humano – pelo menos como eu o vejo, com a minha experiência.

 

Com os estímulos diários que recebe, sem praticar algo que a centre e serene, sem se ligar às suas intenções, com temporário menor acesso aos seus recursos internos, pode dar por si desfocada, desorientada, desmotivada, descrente ou frustrada!

 

Havendo um momento para aceitar, depois haverá também um momento para transformar! Se mudar o foco é algo que quer passar a fazer sempre que conscientemente quiser, então nos próximos dias pratique estes três simples passos:

 

1 – Sente-se e respire. Encontre um local e momento em que tenha quinze, dez ou apenas cinco(!) minutos. Coloque um alarme com vibração ou um som agradável. Sente-se com as costas direitas. Respire fundo. Assente os dois pés no chão, pernas descruzadas. Inspire. Ummmm… Expire. Dooiisss… Relaxe a cabeça, o pescoço, os braços, o tronco, as coxas, os pés. Respire e quando se observar a ir atrás de um pensamento, gentilmente, leve de novo a sua atenção para a sua respiração. O ar a entrar e a sair das suas narinas… e dos seus pulmões… Fique aí.

 

2 – Quer durante o momento que (d)escrevi acima, depois dele ou noutro momento ao início do dia: responda a uma sequência de perguntas como por exemplo: Qual a pior coisa que me pode acontecer hoje? Que mal fiz eu para ter esta vida? Pelo que estou grata hoje? O que posso aprender daqui? Como posso resolver “aquela” situação? Como posso tornar o meu dia belo e maravilhoso? O que quero fazer hoje? Ummm… Inspire. Dooiisss… Expire. Dê tempo. Para a perguntar assentar. Para as respostas mais interessantes surgirem.

 

(Pessoalmente, e no trabalho que faço, recomendo que evite perguntas semelhantes às duas primeiras que fiz no parágrafo acima; mas se quiser muito ter essa experiência interna…)

 

Reparou como a sua experiência interna muda? Como o seu foco muda ao fazer perguntas diferentes? Uma das grandes frases que me acompanha desde que iniciei o meu trabalho como coach é: A questão não está em ter as melhores respostas, a diferença está em fazer melhores perguntas. Ou perguntas de maior qualidade, ou simplesmente… perguntas possibilitadoras. Perguntas poderosas! Esta é uma arte, no coaching e em outras áreas, que observo poucas pessoas a praticarem e a se tornarem mestres na sua utilização.

 

3 – Repita. Repita. Repita. A prática vai levá-la a dominar esta competência de mudar o seu foco sempre que quiser, quando lhe for saudável e a ajude mais fazê-lo, a partir de agora.

Qualquer pergunta, disponha. Talvez queira ajuda, Tudo bem. Procure-a. Pergunte. Peça. Você merece.

Artigo anterior

Um dos principais artistas contemporâneos da China expõe pela primeira vez em Portugal

Próximo artigo

Estudo aconselha troca regular de óculos de sol