Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Rota de Tapas está de volta em nove cidades

Rota de Tapas está de volta em nove cidades

Uma tapa e uma cerveja por 3€. O menu volta à mesa de 178 restaurantes, de norte a sul do país, nesta que é já a 14ª edição a por à prova os melhores petiscos de Portugal. Pico de galo, bifanas, mexilhões com tomate… é extensa a variedade de sabores apurados, disponíveis entre 26 de setembro e 13 de outubro.

Pinterest Google+
PUB

Lisboa, Porto, Braga, Faro, Aveiro, Évora, Viseu, Caldas da Rainha e Castelo Branco são as nove cidades que abrem portas à Rota mais cool do país. Depois do sucesso da edição anterior, com Caldas da Rainha e Castelo Branco como cidades estreantes, a Rota está de volta e, entre 26 de setembro e 13 de outubro, são mais de 178 os restaurantes que oferecem aos visitantes as melhores experiências da gastronomia regional, combinadas com a receita original Estrella Damm, pelo valor de 3€.

 

Durante 18 dias, os petiscos mais apetecíveis vão sentar-se à mesa com o sabor original e refrescante da Estrella Damm, convidando os presentes para momentos únicos e repletos de boa disposição. Vanessa Germano, brand manager da marca, reforça que «a Rota de Tapas promove um conceito que tem ganho cada vez mais dimensão em Portugal, sendo as tapas e o sabor da cerveja o elemento de união entre os amigos. Desta vez, também a imagem é um fator diferenciador, que relembra a receita essencial para uma experiência em pleno numa Rota de Tapas: o convívio». Para além disso, «a presença em nove cidades permite-nos uma variedade de sabores cada vez mais apurados, com uma diversidade de tapas mais extensa e mais apetecível, dando destaque à gastronomia nacional».

 

VEJA TAMBÉM: ESTES SÃO OS 13 PERFIS DE TURISTAS GASTRONÓMICOS. QUAL É O SEU?

 

Desenvolvida pela SilvaDesigners, o cartaz desta 14ª edição é a grande novidade da Rota de Tapas. Kati Szilagyi é a ilustradora responsável pela criação desta nova imagem colorida, que oferece o ingrediente que faltava para uma Rota ainda mais deliciosa.

 

O seu estilo friendly e festivo resultou num cartaz cool, onde a garrafa da Estrella Damm é a rainha. À volta da cerveja, a artista ilustra os vários momentos associados à Rota: sozinho, com amigos ou em família, a iniciativa permite que os visitantes usufruam de momentos relaxados, onde a diversidade de pratos se alia ao prazer gastronómico, destacando também o movimento de restaurante em restaurante que é possível percorrer a pé em todas as cidades.

 

Kati Szilagyi vive em Berlim, mas a sua arte ultrapassa fronteiras: a ilustradora é reconhecida internacionalmente pela qualidade e cultura dos seus projetos. Tendo realizado trabalhos para marcas tão conceituadas como The New Yorker, Hermès, Google e The New York Times, a artista é, atualmente, uma das grandes referências mundiais neste segmento.

 

VEJA TAMBÉM: LISBON FOOD WEEK JUNTA NA CAPITAL O MUNDO DA GASTRONOMIA

 

As cidades da Rota de Tapas

Lisboa: Os sabores tradicionais que se encontram nas ruas lisboetas transbordam novamente para esta 14ª edição da Rota de Tapas. No total, são 22 os restaurantes que apresentam as melhores tapas da capital, como as “Asas de frango com molho coreano”, o “Chouriço Português” e a “Quesadilla”. Uma oportunidade única para conhecer novos recantos dos bairros típicos lisboetas.

 

Porto: 24 restaurantes de sabores intensos e 24 tapas inesquecíveis. Na cidade invicta, “não se brinca com a comida”, e nesta edição da Rota de Tapas os pratos são verdadeiras tentações. Ceviche de salmão e sonhos de bacalhau com azeitona preta são algumas das tapas que podem ser degustadas durante 18 dias, sempre acompanhadas por uns bons brindes com os amigos.

 

Braga: Na Dona Petisca ou na Pregaria da Sé, são muitas as tapas que os habitantes vão poder saborear. A “trilogia de sabores”, a “tapa de alheira” e a “tentação salgada” prometem deixar água na boca a todos os bracarenses, mas não só: os que visitarem a cidade durante estes 18 dias irão, com toda a certeza, querer voltar.

Artigo anterior

Portugal vai ter recomendações nacionais de atividade física

Próximo artigo

Portojoia: 30 anos a celebrar a joalharia portuguesa