Home»S-Vida»Rock in Rio Lisboa está de regresso em novo local

Rock in Rio Lisboa está de regresso em novo local

No ano em que a edição em Lisboa celebra 20 anos, a Cidade do Rock conhece nova casa junto ao rio Tejo. Organização apela à utilização de transportes públicos para chegar ao festival.

Pinterest Google+
PUB

Nos dias 15, 16, 22 e 23 de junho de 2024, uma nova Cidade do Rock vai abrir portas no Parque Tejo Lisboa, numa ode à cidade que acolheu o festival em 2004, com o Tejo e a Ponte Vasco da Gama como cenário a abraçar o evento.

Além do Palco Mundo, por onde passarão artistas de peso como Scorpions, Xutos & Pontapés, Ed Sheeran, Jonas Brothers, Ivete Sangalo, Doja Cat, Camila Cabello, entre outros, o festival apresenta um restruturado Palco Galp, que nesta edição ganha um peso de palco principal à altura de grandes palcos de festivais pelo mundo, com o dobro da dimensão e mais investimento em led, som e luz , trazendo nomes como Europe, Lukas Graham, James, Luísa Sonza, Pedro Sampaio, Hybrid Theory, entre tantos outros.

 

Há também mais um novo grande palco, o Palco Tejo, apadrinhado pelos Ornatos Violeta, que traz ainda mais peso para a oferta musical do festival. Nele vão passar novas promessas da cena nacional e internacional, bem como referências de peso já consagradas, incluindo Ornatos Violeta, Rival Sons, The Legendary Tigerman, Lauren Spencer Smith, Iñigo Quintero, ProfJam, entre outros, sinónimo de uma estratégia do festival que consiste em ter cada vez menos diferenças de peso de nomes e estruturas nos seus palcos, só possível de pôr em prática com a mudança de recinto para o Parque Tejo-Lisboa, em 2024.

 

VEJA TAMBÉM: ROTA 85 CONTA HISTÓRIA DO ROCK IN RIO COM COREOGRAFIAS E NOVAS ATRAÇÕES

 

Num mundo que já é digitalizado, o Super Bock Digital Stage vem ampliar a oferta de conteúdos do festival, mostrando o potencial das novas tecnologias no entretenimento ao vivo num palco verdadeiramente interativo, levando alguns dos maiores fenómenos deste universo, desde os mais recentes – como TikTokers – aos que já eram virais, incluindo nomes como “the true influencer” João Blümel; April Ivy; Ana Garcia Martins e David Cristina com o podcast “Não És Tu, Sou Eu”; Fernando Alvim, Carolina Torres e Paulo Silver com o novo show Pânico; Eduardo Madeira e Filipe Homem Fonseca com o set Cebola Mol; ; Sam The Kid com DJ Big e Sir Scratch e também o projeto Chelas é o sítio, do qual Sam The Kid é mentor; a banda do filme Mamonas Assassinas – O Legado; entre outros. Aqui haverá música, dança, muito humor, podcasts e, acima de tudo, criação de (muito) conteúdo, ao vivo.

 

Nova está, também, a Rock Street, que nesta edição, com nova cenografia, passará a ser de ponto de encontro e interação do publico com marcas como Galp, Alberto Oculista, Seaside, Abreu, Smile Up, Monster, Bee, Ucal e Telepizza.

 

Em 2024, o festival adiciona a Rota 85 ao mapa do novo recinto, no Parque-Tejo Lisboa, na qual estarão presentes variadas cenografias que contam a história do Rock in Rio desde 1985, a Somersby Cupido House e o School of Rock CineStage – ambos com 10 metros de altura, equivalente a um prédio de 3 andares, situados lado a lado, formando a esquina da Rota 85 -, que se juntam à lista de atrações para marcar a inesquecível celebração dos 20 anos em Portugal e dos 40 anos do Rock in Rio, oferecendo aos festivaleiros uma experiência divertida e nostálgica, onde podem reviver a atmosfera única e os convida a entrar num mundo de música e emoções indescritíveis.

 

Além da Rota 85, o Rock in Rio Lisboa adiciona também ao novo recinto o ALL Experience, um movimento de jovens para jovens, por um mundo melhor, que se materializa numa experiência imersiva e sensorial. O All Experience, localizado na Pala do Parque Tejo, é um catalisador de mudança, criado pelo Coletivo Jovens do Rock in Rio, que nasce da vontade da organização do festival e do Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC) de dar voz a estes jovens para manifestarem as mudanças que querem ver concretizadas e incentivá-los a dar o exemplo, com uma atitude proativa, ao assumir um compromisso consigo próprios e perante a sociedade, por um mundo melhor.

Utilização de transportes públicos

A organização do Rock in Rio Lisboa apela à utilização e transportes públicos para chegar ao festival. O Plano de Mobilidade resulta do esforço coletivo do Rock in Rio e de 10 parceiros de mobilidade: Via Verde, Carris, CP, Metro de Lisboa, Fertagus, Flixbus, Rede Expressos, Gipsyy, TTSL – Transtejo Soflusa e Carris Metropolitana.

 

Estarão disponíveis horários alargados e mais flexíveis na CP, FERTAGUS, Flixbus, Rede Expressos e Gipsyy; e preços especiais na CP-Urbanos, Intercidades, Regional, InterRegional, Comboio Especial, FERTAGUS, TTSL – Transtejo Soflusa e Rede Expressos são algumas das opções disponíveis.

 

O último concerto do Palco Mundo nos dias 15, 16 e 13 de junho, termina às 00h00, garantindo assim que todos os que preferirem este método de transporte poderão continuar a fazê-lo, sem perder o espetáculo principal.

 

Apenas no dia 22 de junho, sábado, o Palco Mundo encerrará às 01h00, devido à transmissão em direto do Jogo Portugal x Turquia, no recinto do festival (às 17h00), em todos os ecrãs.

 

App Rock in Rio Lisboa

Com a aplicação oficial do Rock in Rio Lisboa, os visitantes terão acesso ao line-up dos diferentes palcos, respetivos horários dos concertos, poderão ainda montar a sua própria agenda e obter ainda informações importantes sobre as diferentes experiências disponíveis.

 

Feita a pensar nas horas imperdíveis de experiências que a Cidade do Rock proporciona desde cedo, todos os que estarão presentes na Cidade do Rock podem ir marcando as atividades que consideram imperdíveis, construindo já o seu circuito pessoal na aplicação que, no dia do evento, os lembrará de cada espetáculo/agendamento que fizeram.

 

 

Artigo anterior

A que horas treina? De manhã ou ao final do dia?

Próximo artigo

Nos santos populares, a rainha é a sardinha!