Home»GLAMOUR»CELEBRIDADES»Reese Witherspoon contra o tratamento diferenciado entre homens e mulheres em Hollywood

Reese Witherspoon contra o tratamento diferenciado entre homens e mulheres em Hollywood

A atriz junta-se a outras vozes, como Charlize Theron ou Jennifer Lawrence, e vem manifestar-se contra o sexismo existente em Hollywood, que saiu da sombra com a divulgação de emails privados da Sony Entertainment.

Pinterest Google+

A revolta das atrizes de Hollywood contra a diferença de tratamento entre homens e mulheres continua. Desta feita, foi a atriz Reese Witherspoon a levantar a voz num evento da ‘Glamour Magazine’, na passada segunda-feira.

 

A atriz culpa a indústria cinematográfica de menosprezar o trabalho das mulheres, para além da representação de caras bonitas. Segundo divulga o site ‘Page Six’, a atriz diz que criou a sua própria produtora depois de lhe terem dito que «não havia mercado para comprar produtos criados por mulheres». No evento, declarou: «Eu não gosto de ser subestimada».

 

Witherspoon disse ainda que está cansada de filmes onde só colocam mulheres extremamente talentosas em calças de pele justa, com sapatos bonitos mas impraticáveis, a dirigirem-se a protagonistas masculinos a perguntar «o que fazemos agora?». «Mas vocês conhecem alguma mulher numa situação de crise que não tenha ideia do que fazer?», questionou a atriz.

 

A diferença de tratamento entre homens e mulheres tem vindo a indignar muitas atrizes que o têm declarado em diversos momentos.

 

Capa da ‘Elle’ britânica, em junho passado, a atriz Charlize Theron foi intitulada de “a feminista mais temida de Hollywood”, por ter conseguido negociar um salário igual ao do seu coprotagonista do último filme em que participou e incentivar as outras mulheres a lutarem pela igualdade de direitos. A atriz disse também nessa edição ter ficado chocada com a polémica de divulgação de emails da Sony que mostraram a desigualdade salarial entre atrizes e atores de Hollywood, ocorrida no início de 2015.

 

Já mais recentemente, Jennifer Lawrence veio dizer que iria deixar de ser “adorável” em relação ao sexismo existente em Hollywood. Lawrence, vencedora e um óscar em 2013, declarou que não se vai preocupar mais que a chamem de mimada ao negociar contratos para filmes. A atriz descobriu, através dos emails da Sony Pictures que vieram a público, que recebeu milhões de dólares a menos do que qualquer um do seus coprotagonistas homens com quem trabalhou.

 

 

 

Artigo anterior

Quais as palavras mais utilizadas nos nomes dos hotéis em Portugal?

Próximo artigo

Passatempo Detox Original