Home»GLAMOUR»BELEZA»Recuperar o contorno abdominal após uma cirurgia plástica

Recuperar o contorno abdominal após uma cirurgia plástica

Ao longo da vida ocorre uma normal modificação do contorno abdominal, sendo que estas modificações podem ser mais exuberantes após alterações de peso, gravidez ou cirurgias abdominais. Diana Santos, cirurgiã plástica, e Sara Fernandes, fisioterapeuta dermatofuncional, explicam a importância da cirurgia plástica para corrigir esta zona do corpo e o pós-cirúrgico a ter em conta.

Pinterest Google+
PUB

Numa consulta de cirurgia plástica são frequentes as queixas de excesso ou flacidez de pele da barriga, gordura localizada, estrias, diástase dos músculos (afastamento dos músculos retos abdominais com diminuição da contenção e aspeto de barriga mais insuflada), presença de hérnias (por exemplo, hérnias umbilicais), presença de cicatrizes deformantes, (por exemplo, de cesariana, histerectomia ou outras cirurgias abdominais), entre outras. Assim, na área da cirurgia de contorno da parede abdominal, não existe uma técnica única que possa ser aplicada a todos os casos.

 

É importante analisar o corpo e avaliar vários parâmetros: o tipo de pele, a presença de estrias e/ou cicatrizes, a quantidade de gordura, o padrão de distribuição dessa gordura, a tonicidade dos músculos abdominais, o afastamento dos músculos abdominais, a morfologia do abdómen, assim como os objetivos e expectativas do paciente.

 

Na presença de um pedido de cirurgia de contorno da parede abdominal, quatro tipos principais de cirurgia podem ser equacionados:

– Lipoaspiração abdominal

– Abdominoplastia
– Mini-abdominoplastia
– Lipoabdominoplastia

 

VEJA TAMBÉM: ESTRATÉGIA INTEGRADA PARA ACABAR COM A CELULITE ANTES DO VERÃO

 

A lipoaspiração abdominal isolada está indicada quando o único problema é uma acumulação de gordura na região abdominal. Neste caso, associa-se frequentemente uma lipoaspiração das costas combinada com a lipoaspiração da parede abdominal anterior para obter um resultado mais cintado. Em alguns casos selecionados é mesmo possível esculpir o abdómen de modo a criar um efeito de definição dos músculos. A quantidade de gordura removida é, dentro dos limites de segurança cirúrgica, a necessária para obter o contorno corporal desejado, sendo também adaptada à qualidade da pele, que é um dos fatores determinantes para a qualidade do resultado. Nesta cirurgia as cicatrizes são praticamente inexistentes uma vez que as incisões são muito pequenas e discretas (cerca de 3 a 5 mm).

 

A abdominoplastia tem como propósito remover a pele abdominal em excesso ou danificada (distendida, com estrias, com cicatrizes). A pele saudável remanescente, geralmente localizada acima do umbigo, é então esticada para baixo, de modo a reconstruir uma parede abdominal com pele de boa qualidade. Se necessário os músculos são apertados de modo a melhorar o contorno da barriga e a corrigir diástases (afastamento dos músculos) ou hérnias. A cirurgia deixa uma cicatriz de tamanho variável, na zona supra-púbica escondida na zona da roupa interior, e uma cicatriz à volta do umbigo.

 

A mini-abdominoplastia é um procedimento semelhante à abdominoplastia utilizado quando existe menos pele abdominal excedentária. A cirurgia também permite apertar os músculos abdominais, sempre que necessário.
A mini-abdominoplastia deixa uma cicatriz mais pequena que a da abdominoplastia clássica, e não deixa cicatriz à volta do umbigo.

 

A lipoabdominoplastia é um procedimento que combina uma abdominoplastia com uma lipoaspiração da parede abdominal, permitindo tratar as alterações de pele e/ou da parede muscular, mas também o excesso de gordura da barriga, numa só cirurgia.

 

VEJA TAMBÉM: ANANÁS: COMBATE À CELULITE E À GORDURA LOCALIZADA

 

Na maioria das vezes quer a lipoaspiração abdominal quer a abdominoplastia são realizadas sob anestesia geral, em que o paciente dorme completamente. Também podem ser realizadas sob raqui-anestesia e sedação, na qual o paciente está acordado, mas sem dores e sedado. A escolha da anestesia é realizada pelo médico anestesiologia antes da cirurgia, direcionada para a que considerar ter menos riscos para cada paciente e tendo em conta os seus desejos.

 

No caso das lipoaspirações não há necessidade de uso de drenos, mas na generalidade dos casos de abdominoplastias são colocados 1 ou 2 drenos aspirativos, que geralmente são removidos ao fim de 24 a 48 horas. Um dreno é um dispositivo destinado a evacuar o sangue e líquido que se pode acumular na barriga.

No final do procedimento, é feito um penso e colocada uma cinta abdominal compressiva (previamente recomendada pelo cirurgião). O uso de cinta compressiva está recomendado habitualmente durante 4 a 8 semanas.

 

O tempo necessário para se recuperar de uma cirurgia de contorno abdominal é variável, dependendo da técnica utilizada, áreas e volume aspirados, condição física do paciente e cuidados no pós-operatório.

 

No pós-operatório, nódoas negras (equimoses) e inchaço (edema) surgem frequentemente nas áreas tratadas. As dores são variáveis, mas em regra são leves e geralmente muito suportáveis com analgésicos simples. As equimoses desaparecem habitualmente dentro de 10 a 20 dias após a cirurgia. O uso de cintas de compressão elástica é recomendado durante 3 a 8 semanas.

 

No pós-operatório de cirurgias de contorno abdominal, o acompanhamento por um fisioterapeuta dermatofuncional é essencial. A realização de drenagens linfáticas e tratamento das cicatrizes por profissionais experientes através de um plano individualizado e adaptado a cada caso assume um papel fundamental na recuperação, permitindo uma regressão das equimoses e edema, melhoria das dores e alterações de sensibilidade, recuperação cicatricial, obtenção do resultado final mais rapidamente.

 

A melhoria estética das cirurgias de contorno abdominal é frequentemente apreciável, tendo um grande efeito na melhoria da silhueta e permitindo habitualmente uma melhoria assinalável em termos de conforto e de bem-estar psicológico.

 

Por Diana Santos e Sara Fernandes

Cirurgiã plástica e fisioterapeuta dermatofuncional, respetivamente, na Clínica Beauty Box.

 

VEJA TAMBÉM:

MINI-ABDOMINOPLASTIA: QUANDO FAZ SENTIDO?

RINOMODELAÇÃO: NARIZ PERFEITO NO TEMPO DE UMA CONSULTA

OS TRATAMENTOS FÍSICOS E MECÂNICOS PARA COMBATER A CELULITE

QUE CUIDADOS DEVE TER APÓS UMA MAMOPLASTIA DE AUMENTO?

REJUVENESCIMENTO TOTAL DO ROSTO: QUAL A MELHOR SOLUÇÃO PARA MIM?

 

 

Artigo anterior

Procura emprego depois dos 50 anos? Veja como fazer da experiência um ativo valioso

Próximo artigo

Folhadinhos de polvo