Home»BEM-ESTAR»NUTRIÇÃO»As recomendações da DGS para a alimentação em viagem

As recomendações da DGS para a alimentação em viagem

Em pleno período de férias e com múltiplas viagens, a alimentação nestes percursos pode ser descurada. Porém, com o calor intenso e em longas viagens de carro, os cuidados devem ser redobrados, sobretudo com crianças. Assim, a Direção-Geral da Saúde, através do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, divulga uma série de recomendações sobre os alimentos a levar em viagem.

Pinterest Google+
PUB

Hidrate-se e beba água

Nestas viagens, especialmente nos períodos de maior calor, uma correta hidratação é essencial. Quando estamos desidratados a nossa capacidade de atenção e reação está diminuída, o que não deve acontecer. Em particular para quem conduz.

 

Mas a desidratação também se associa a irritação e má-disposição. Leve sempre consigo uma ou mais garrafas de água, arrefecidas na noite anterior, em quantidade suficiente para todos os elementos presentes no carro. E prefira roupas frescas que não o façam suar em excesso.

 

Opções práticas

Opte por alimentos práticos e de fácil consumo. Os frutos oleaginosos (noz, amêndoa, amendoim, pinhão, avelã) são uma excelente opção. Fornecem energia de qualidade, prolongam o período sem fome, são saborosos e ocupam pouco espaço.

 

Prefira alimentos que não se alterem com o calor

O pão (mistura ou integral), frutos oleaginosos, a fruta lavada e até fruta seca (alperces, figos secos…) são boas opções.

 

VEJA TAMBÉM: HIDRATAR E NUTRIR: OS ALIMENTOS QUE DEVE COMER DURANTE O VERÃO

 

Pré-prepare os alimentos para comer enquanto viaja

Lave a fruta, separe os bagos das uvas, faça sandes mini, tenha guardanapos suficientes, pense em quem vai comer e adeque as porções. Lave bem as mãos antes de iniciar a preparação. Se fizer as sandes na noite anterior, guarde tudo no frigorífico.

 

O que deve evitar

Não leve alimentos com molhos (maionese, natas), gelatina, produtos de pastelaria com cremes (creme de ovos, chantilly), marisco, quiches, empadas ou folhados que poderão facilmente alterar-se com o calor e apresentar risco microbiológico.

 

A amiga geleira

Se optar por levar alimentos mais perecíveis (queijo, fiambre, iogurtes, etc.) acondicione-os em geleiras, sacos ou malas térmicas com cuvetes de gelo ou placas frias para manter a temperatura. O mesmo para os sumos naturais.

Lugar fresco no carro

Antes da viagem, verifique se tem o automóvel em lugar fresco, ar condicionado em boas condições e o telemóvel carregado. Evite iniciar uma viagem com alimentos guardados num automóvel já quente.

 

VEJA TAMBÉM: NÃO SABE O QUE COMER NA PRAIA? IDEIAS DE MARMITAS SAUDÁVEIS E PRÁTICAS

 

Faça uma pequena refeição antes de iniciar a viagem

Evite passar longos períodos sem comer, especialmente se as viagens forem longas.

 

Faça paragens

Aproveite as paragens para esticar as pernas e beber água. Faça alguns alongamentos. Se estiver muito calor evite estar ao ar livre. Arrume a comida em lugar protegido do calor e de fácil acesso ao longo da viagem.

 

Evite bebidas alcoólicas

Por fim, a regra número um. Evite totalmente qualquer bebida alcoólica. O álcool aumenta o risco de desidratação, retira a capacidade de reação, dá uma falsa sensação de controlo e é responsável por grande parte dos acidentes na estrada.

 

Artigo anterior

Mantenha o seu cão fresco nas idas à praia

Próximo artigo

Cuidados de beleza pós-férias para recuperar das agressões do verão