Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Recolha de resíduos eletrónicos e pilhas ajuda na preservação dos golfinhos no Tejo

Recolha de resíduos eletrónicos e pilhas ajuda na preservação dos golfinhos no Tejo

Até ao final de agosto, cada tonelada de resíduos elétricos e eletrónicos e pilhas usadas recolhidas será convertida em donativos para o desenvolvimento de atividades de proteção da natureza e conservação da biodiversidade em Portugal.

Pinterest Google+
PUB

A campanha “Reciclar também é ajudar”, da ERP Portugal, regressa às lojas Pingo Doce, desta vez com o objetivo de ajudar a ANP|WWF na proteção dos golfinhos no Tejo e conservação da biodiversidade.

 

Até ao final de agosto, cada tonelada de resíduos elétricos e eletrónicos e pilhas usadas recolhidas será convertida em 100€ de donativo a entregar à ANP|WWF para o desenvolvimento da sua atividade de proteção da natureza e conservação da biodiversidade em Portugal.

 

VEJA TAMBÉM: PORTO SANTO LANÇA CAMPANHA PARA TRAVAR LIXO MARINHO

 

Para Ângela Morgado, diretora Executiva da ANP|WWF, «é cada vez mais importante que os setores se cruzem para promover uma mudança verde para um futuro mais sustentável. Reduzir, em primeiro lugar, e reutilizar e reciclar são simples ações que todos podemos ter no nosso dia-a-dia e que têm um enorme impacto na conservação da natureza. Com o envolvimento de todos, conseguimos criar soluções para o combate à poluição e ao depósito de resíduos na natureza».

 

Filipa Moita, responsável de Comunicação da ERP Portugal, destaca que «depois do sucesso da edição do ano anterior, a ERP Portugal renova a parceria com as lojas Pingo Doce e alia a reciclagem à componente social, transformando os resíduos em ajuda, desta vez, dirigida à ANP|WWF. Com a campanha ‘Reciclar também é ajudar!’ pretendemos, também, despertar a consciência dos portugueses para a adoção de boas práticas, através da entrega seletiva de resíduos nas lojas Pingo Doce, para garantir que os componentes nocivos (como mercúrio das lâmpadas ou o lítio das pilhas) são tratados e os materiais reciclados para serem incorporados em novos produtos».

 

Fernando Ventura, diretor de Inovação Ambiental do Grupo Jerónimo Martins, assume que «a preservação da biodiversidade é uma prioridade estratégica para o Pingo Doce, que desenvolve várias iniciativas para materializar compromissos assumidos para combater a desflorestação, preservar o ecossistema marinho, promover práticas de agricultura sustentável, combater as alterações climáticas e conservar a biodiversidade. Esta iniciativa, permite ainda aos nossos clientes terem um papel ativo na proteção de uma espécie importante para Portugal, promovendo, ao mesmo tempo, uma economia mais circular para os equipamentos e pilhas usados».

 

Todas as novidades podem ser acompanhadas no Linkedin, Instagram ou Facebook da ERP Portugal. A ERP Portugal pertence a uma plataforma pan-Europeia, European Recycling Platform (ERP), fundada em dezembro de 2002. Esta plataforma tem uma quota de mercado entre 12% e 35% e já recolheu mais de 3 milhões de toneladas de REEE (Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos) na Europa.

 

Artigo anterior

Já sentiu o cérebro a congelar?

Próximo artigo

Amizade em tempos de pandemia: a importância de manter as relações sociais