Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Quistos do ovário – tipos e sintomas

Quistos do ovário – tipos e sintomas

Um quisto ovárico é qualquer coleção de uma substância líquida/semilíquida envolvida por uma parede fina (cápsula) de tecido que se forma dentro do ovário ou ao seu redor.

Pinterest Google+

2- OUTROS TIPOS DE QUISTOS DO OVÁRIO (não funcionais)

 

Endometrioma

Mulheres com endometriose podem desenvolver quistos nos ovários, que são designados de endometriomas ou quistos de chocolate, devido ao seu conteúdo escuro e sanguinolento. Os endometriomas costumam ser dolorosos, principalmente na altura do período menstrual ou durante o ato sexual. Quando se rompem, pode haver um quadro de intensa dor abdominal e febre baixa, simulando um quadro de doença inflamatória pélvica (DIP) ou apendicite.

 

Quisto dermóide

Também chamado de teratoma quístico maduro, é um tumor benigno que surge sobretudo em mulheres jovens, entre os 20 e 40 anos. Por ser um tumor quístico de células germinativas, pode conter pedaços de osso, cabelo, pele, gordura e até dentes, podendo facilmente ultrapassar os 10 cm de diâmetro. Apesar de ser uma lesão benigna, em casos raros ele pode se transformar em cancro.

 

Cistadenoma

O cistadenoma (seroso ou mucinoso) é um tumor quístico benigno que se forma a partir das células do epitélio germinativo e pode surgir em ambos os ovários. Caracteriza-se por um crescimento progressivo e, ao contrário dos quistos foliculares, não regride de forma espontânea, podendo atingir até cerca de 20 cm de diâmetro. Uma outra diferença é o facto de sofrerem, por vezes, devido a factores desconhecidos, uma transformação maligna, o que origina o aparecimento de um cancro ovárico.

 

VEJA TAMBÉM: ABORTOS DE REPETIÇÃO: ALGUMAS CAUSAS E ANOMALIAS

 

SINAIS E SINTOMAS

A maioria dos quistos do ovário não causa sintomas e acaba por desaparecer espontaneamente após algumas semanas, manifestando-se por vezes por um atraso menstrual, cujo motivo passa desapercebido. Assim, a maioria das mulheres que tem um quisto ovárico nunca virá a saber que o teve. Nos casos em os quistos se mantêm, eles podem manter-se assintomáticos durante muito tempo, até adquirirem um volume considerável. Quando originam sinais e sintomas, estes estão relacionados com o crescimento, a ruptura ou torção do quisto e podem ser:

 

1- Dor na região pélvica de vários tipos:

– Dor pélvica pouco depois do início ou no final do período menstrual.

– Dor nas relações sexuais ou durante os movimentos.

– Dor ou desconforto pélvico constante

– Dor pélvica súbita e intensa (que pode indicar que o quisto rompeu), acompanhada por vezes de náuseas e vómitos, que pode ser um sinal de torção do pedículo ovárico.

 

2- Distensão abdominal.

 

3 – Atraso menstrual, amenorreia (ausência de menstruação) ou hemorragias anómalas.

 

4 – Obstipação, diarreia, dor ao evacuar (por compressão do intestino).

 

5 – Incontinência de urgência e retenção urinárias (por compressão da bexiga).

 

Artigo anterior

Fogaça de Palmela é anfitriã de fins de semana gastronómicos

Próximo artigo

Fantasias sexuais: conheça o top das preferências dos portugueses