Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Quinze minutos de exercício é suficiente para viver mais e melhor

Quinze minutos de exercício é suficiente para viver mais e melhor

É recomendado que uma faixa etária mais envelhecida atinja um mínimo de 150 minutos de intensidade moderada ou 75 minutos de intensidade vigorosa de exercício fisco semanalmente, uma realidade que não acontece na vida da grande maioria.

Pinterest Google+

Praticar exercício físico diariamente durante 15 minutos está associado a um menor risco (22%) de morte, revela uma investigação apresentada no congresso ‘EuroPRevent 2016’ e divulgada pela Sociedade Europeia de Cardiologia.

 

A atividade física regular tem um efeito global positivo na saúde da população e pode ser mais eficaz do que qualquer tratamento médico. Segundo as declarações feitas por David Hupin, médico no Departamento de Clínica e Fisiologia do Exercício do hospital-universidade de Saint-Etienne, França,  «menos de metade dos adultos mais velhos atingem o mínimo recomendado de 150 minutos de intensidade moderada ou 75 minutos de intensidade vigorosa de exercício semanal».

 

Veja a galeria: Truques para acelerar o metabolismo

 

Os investigadores estudaram dois grupos: um francês de 1011 indivíduos com 65 anos, em 2001, por um período seguido de 12 anos, e um grupo internacional de 122 417 indivíduos, com 60 anos, a partir de uma revisão de uma base de dados (‘PubMed’ e ‘Embase’) com um seguimento médio de dez anos.

 

A atividade física foi medida em MET – quantidade de calorias gastas por minuto de atividade física – por semana. A título de exemplo, a atividade de intensidade moderada varia entre 3 e 5,9 minutos, enquanto que a atividade de intensidade vigorosa é classificada como 6 ou mais.

 

Os níveis recomendados de exercício enquadram-se entre 500 e 1000 MET minutos por semana. Os autores analisaram o risco associado de morte para quatro categorias de atividade física semanal em minutos MET, definidos como inativo (referência para comparação), baixo (1-499), médio (500-999) ou alta (acima de 1000). Durante o seguimento dos participantes do estudo ocorreram 88 e 18 122 óbitos no grupo francês e internacional respetivamente.

 

Veja a galeria: Formas de combater a retenção de líquidos 

 

Em comparação com aqueles que foram inativos, os participantes apresentaram um menor risco de morte em 22%, numa atividade física equivalente a uma caminhada diária de 15 minutos.

 

O estudo aconselha a que os adultos mais velhos aumentem progressivamente a atividade diária. Quinze minutos por pode ser um alvo razoável e pequenos aumentos na atividade física podem permitir a incorporação de atividade mais moderada e aproximar-se dos 150 minutos por semana recomendados.

Artigo anterior

Chegará o verão no verão?

Próximo artigo

Durma num conto de fadas com piscina privada