Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Quer ser mais paciente? Dê largas à sua imaginação, dizem os cientistas

Quer ser mais paciente? Dê largas à sua imaginação, dizem os cientistas

Quantas vezes já se irritou hoje? Com que frequência age de forma impulsiva sem medir as consequências? E se pudesse aprender a ser mais paciente? Neurocientistas encontram ligação entre paciência e imaginação no cérebro, concluindo que é possível aprender a ser mais paciente e resolver estas questões.

Pinterest Google+

Com base em imagens de ressonância magnética funcionais, cientistas da Escola de Negócios de Berkeley da Universidade da Califórnia, EUA, descobriram que a imaginação é um caminho para a paciência. Assim, imaginar um resultado antes de agir por impulso pode ajudar a aumentar a paciência sem depender esta da força de vontade a pessoa.

 

Os cientistas chamam esta técnica de ‘efeitos de enquadramento’, ou fazer pequenas mudanças na forma como as opções são apresentadas ou enquadradas. O método pode aumentar a capacidade de uma pessoa para ser mais paciente.

 

Veja também: Qual o seu perfil comportamental? Águia, Gato, Tubarão ou Lobo?

 

«Considerando que a força de vontade pode permitir que as pessoas substituam os impulsos, imaginar as consequências das suas escolhas pode mudar os impulsos», explica a neurocientista Adrianna Jenkins. «As pessoas tendem a prestar atenção ao que está no seu imediato, mas há benefícios em imaginar as possíveis consequências das suas escolhas», conclui.

 

A abordagem dos autores contrasta com pesquisas anteriores, que se concentraram principalmente no esforço da força de vontade para afetar positivamente a paciência de uma pessoa.

 

Veja também:  Quer ter uma ideia brilhante? Não pense em nada

 

A investigadora Adrianna Jenkins e o professor Ming Hsu levaram a cabo duas experiencias para explorarem o papel da imaginação e da força de vontade na paciência. Nos estudos, os participantes fizeram escolhas sobre quando receber diferentes quantidades de dinheiro dependendo de como a oferta era moldada.

 

Os resultados reais da recompensa eram idênticos, mas a maneira como eram moldados diferiu. Por exemplo, um participante poderia receber 100 dólares amanhã ou 120 em 30 dias. Nouyra hipótese, participante teve que decidir se receberia 100 dólares amanhã e nenhum dinheiro em 30 dias ou nenhum dinheiro amanhã e receberia 120 dólares em 30 dias.

Artigo anterior

As dietas detox pós-festas resultam? Nutricionista fala em poucas evidências

Próximo artigo

Dicas para ser uma gordinha elegante