Home»BEM-ESTAR»CORPO»Quer ser mais feliz? A ciência afirma que a fórmula está no exercício físico

Quer ser mais feliz? A ciência afirma que a fórmula está no exercício físico

Vários estudos indicam que a relação entre o humor e a atividade desportiva é muito importante para levar a vida com mais tranquilidade e ser mais feliz. Mas uma meta análise quis ir mais longe e perceber o quão estreita é essa relação. O número de minutos de exercício semanal está diretamente interligado com o índice de felicidade e a hora a que se faz exercício também.

Pinterest Google+

A atividade física já é há muito tempo conhecida pelo grande benefício na diminuição de sintomas da depressão e da ansiedade, motivo pelo qual é frequentemente “prescrita” para prevenir e até curar algumas doenças mentais. Movido pela curiosidade de saber a relação entre o desporto, a felicidade e o bem-estar, Weiyun Chen, professor de Cinesiologia da Universidade de Michigan, EUA, e Zhanjia Zhang, estudante dessa mesma universidade, aliaram-se num estudo intensivo sobre a matéria.

 

Depois de recolheram informação proveniente de 23 estudos médicos conluiram: «As nossas descobertas sugerem que a frequência e a duração da atividade física são um fator essencial na relação entre o desporto e a felicidade. Mesmo uma pequena mudança na prática da atividade desportiva marca a diferença no índice de felicidade e na forma como as pessoas se sentem», declara Weiyun Chen.

 

VEJA TAMBÉM: DE VOLTA AO GINÁSIO: 10 ALIMENTOS PARA GANHAR MÚSCULO E PERDER GORDURA

 

Os dados observados por Weiyun Chen e Zhanjia Zhang, indicaram que, em comparação com as pessoas fisicamente inativas, a probabilidade de se sentirem bem e felizes era de cerca de 20 % na população pouco ativa, 29 % na moderadamente ativa e 52 % na muito ativa. Sobre seste tema, questionámos a fisiologista e personal trainer Teresa Manafaia, que explica a relação: «A atividade física promove uma melhoria do humor, pois potencia a produção de neurotransmissores relacionados com o bem-estar».

 

Alguns desses estudos observaram também a relação entre a atividade desportiva e a felicidade na juventude. Os jovens, com peso adequado à sua estatura, que praticavam desporto pelo menos uma vez por semana, eram 1.4 vezes mais propensos a tornarem-se adultos felizes, valor que aumentava para 1.5 caso fossem jovens com peso excessivo. É aqui que entra na equação outros dois fatores: a autoimagem e a autoestima. Mais dois efeitos positivos de um plano desportivo regular.

 

VEJA TAMBÉM: COMECE A FAZER EXERCÍCIO HOJE

 

A atividade física é um fator importante e que deve ser promovido pelos pais, juntamente com a escola desde «tenra idade, pois ao deixar uma criança explorar o mundo através do movimento, estamos a proporcionar experiências que imprimem na sua psique a alegria inerente à criatividade e à liberdade de explorar a curiosidade sobre o que está ao seu redor». Ao permitir e estimular esse «movimento, estamos a potenciar o desenvolvimento da capacidade de superação de desafios, a persistência, a determinação e a gestão da frustração e do medo», explica Teresa Manafaia. «Estes aspetos são fundamentais para o desenvolvimento do carácter das crianças e futuros adultos», acrescenta.

 

Quando os jovens crescem e se tornam adultos mais conscientes, a prática de uma atividade física mais regular torna-se uma preocupação mais presente. Os estudos neste grupo indicaram que o número de minutos de exercício semanal está diretamente e positivamente interligado com o seu índice de felicidade. Contudo, os resultados sugerem que este valor também se deve ao estado de saúde e ao estatuto social de cada pessoa.

 

VEJA TAMBÉM: TERESA MANAFAIA: «NÃO PROPORCIONAMOS BOAS OPORTUNIDADES DE MOVIMENTO ÀS NOSSAS CRIANÇAS»

 

É importante frisar ainda que o horário em que faz desporto origina diferentes estados de humor e consequências físicas. «Caso faça exercício de manhã, seja qual for, sentirá mais energia e boa disposição ao longo do dia. Se o fizer a meio do dia, também obterá um efeito revigorante. Já à noite, é necessário ter em atenção o tipo de atividade ou exercício, porque se a sua intensidade for elevada, pode interferir com a qualidade do sono», afirma Teresa Manafaia.

 

Independentemente do grupo etário, os principais pontos positivos de uma atividade física regular são, segundo a personal trainer, «mais energia, mais alegria, bom humor, um maior bem-estar, uma melhor saúde a todos os níveis e maior autoestima».

 

De há 12 anos para cá que o Colégio Americano de Medicina Desportiva anuncia as principais tendências de fitness para cada ano. Questionando profissionais de 40 países, Portugal incluído, mostra o pulsar do mundo do fitness para 2018. Conheça o top 10 na galeria no início do artigo.

Artigo anterior

Algarve Spa Week: spas de cinco estrelas com descontos de 50%

Próximo artigo

Festival Adega Típica: o ritual de ir à adega de volta a Proença-a-Nova