Home»BEM-ESTAR»CORPO»Quer emagrecer? Não se foque só no peso

Quer emagrecer? Não se foque só no peso

A maioria das pessoas foca a sua atenção apenas na balança, mas a perda de peso pode ser acompanhada de perda de massa muscular. E esta perda não é positiva, nem nunca será!

Pinterest Google+

Perder peso em massa gorda é positivo para a maior parte das pessoas, exceto se for mulher e já tiver níveis de massa gorda muito baixos, que possam comprometer a função reprodutora, como escrevi neste artigo.

 

Infelizmente a esmagadora maioria das pessoas foca a sua atenção apenas na balança. É importante esclarecer que a perda de peso pode ser acompanhada de perda de massa muscular, e a perda de peso em massa magra não é positiva, nem nunca será!

 

Quando perdemos massa muscular, ficamos em desvantagem metabólica, ou seja, perdemos a oportunidade de “queimar” mais combustíveis (gordura e açúcar), perdemos oportunidade de aumentar a perfusão sanguínea e diminuir a resistência periférica, perdemos oportunidade de melhorar a sensibilidade à insulina, etc. Esta perda é tanto mais grave quanto mais avançada for a idade, pois a sarcopénia (perda de massa muscular) é um fator de risco para todas as complicações cardiometabólicas e osteo-articulares, conduzindo a uma perda de funcionalidade, autonomia motora e, claro, saúde em geral e longevidade.

 

VEJA TAMBÉM: DE VOLTA AO GINÁSIO: 10 ALIMENTOS PARA GANHAR MÚSCULO E PERDER GORDURA

 

Veja-se este caso real (anónimo) de um homem de 63 anos e com 1,8m, que tem perdido peso a bom ritmo. A sua sensação de bem-estar aumentou significativamente, contudo, encontra-se absolutamente relutante em iniciar um programa de musculação. É mais do que visível que as caminhadas diárias que realiza não são suficientes para todo o seu processo de melhoria da composição corporal! Ora veja!

 

Se não tivéssemos iniciado uma avaliação criteriosa que aferisse todos os aspetos da sua composição corporal, poderíamos dizer que está no melhor caminho possível, certo?

 

Data Peso IMC Água corporal (%)
08/set 118,1 36,5 43,3
20/out 109 33,6 43,6
15/dez 104,5 32,3 45,3
02/mar 100,3 31 47,2
08/mai 99,5 30,7 47,2

 

E está no bom caminho em 2 aspetos fundamentais:

  • passou de uma obesidade de grau 2 para uma obesidade de grau 1. Aliás, encontra-se quase a sair do estado de “obeso” e prestes a entrar na classificação de “excesso de peso”. Perdeu 18,6Kg em 8 meses de intervenção! Ora isto é bastante positivo e não podemos deixar de ver esta vantagem
  • observe-se a melhoria nos níveis de hidratação, outro aspeto bastante positivo

 

VEJA TAMBÉM: TEM SEMPRE FOME? CONHEÇA ESTES TRUQUES QUE AJUDAM A REDUZIR O APETITE

 

Não obstante os bons resultados que evidencia, veja-se o que acontece à sua massa muscular, à medida que se mantém relutante em iniciar um programa de musculação:

 

Data Cintura Abdómen Coxa proximal Coxa média
08/set 124,5 130 68 57
20/out 116,4 124 63,3 54
15/dez 111,6 118 62,8 53,3
02/mar 112,5 116,5 62,3 52
08/mai 107,5 115 61,5 51,8

 

A redução nos perímetros centrais é sempre uma mais-valia, principalmente em pessoas obesas, cujo risco de desenvolver complicações de saúde é comprovadamente mais elevado.

 

Contudo, a redução dos perímetros de coxa (e braço, cujos valores não estão aqui representados, mas que apresentam a mesma tendência de perda) não é apenas justificável pela redução de gordura nos membros. A perda de massa muscular é visível! Veja-se que perdeu 5,2cm de perímetro na coxa média (local de maior exuberância muscular), quando apenas 8mm são justificáveis por redução de gordura (prega da coxa – quadro em baixo). Os restantes centímetros são totalmente atribuíveis à infeliz e evitável perda de massa muscular!

 

Data Cintura Costas Peito Coxa
08/set 41 46 37 32
20/out 37 43 32 29
15/dez 32 38 33 25
02/mar 32 34 28,5 24,5
08/mai 29,5 34 27 24

 

VEJA TAMBÉM: O SOL APARECE E AS GORDURINHAS NÃO DESAPARECEM

 

É um caso de insucesso? Claro que não! Contudo não estamos num processo de otimização metabólica plena. A ilusão de que a perda de peso é suficiente para melhorar o status de saúde e a composição corporal, é algo que combato no dia a dia, ao avaliar as pessoas que acompanho.

 

É importante perder gordura e também preservar ou aumentar a massa muscular! Falamos em vantagem de saúde e não apenas em “peso”! Seria mais positivo que este homem perdesse menos peso e que tivesse preservado ou aumentado a sua massa magra? Não tenho dúvidas que sim, pois com um novo estilo de vida, poderia continuar a reduzir a sua massa gorda de forma continuada e gradual, preservando o seu maior património metabólico: a sua massa muscular!

 

Emagrecer é tornar-se mais magro! Quanto mais massa magra tiver (e menos massa gorda, claro), mais magro será!

Artigo anterior

Chega a Portugal o speed dating virtual

Próximo artigo

Zippy lança serviço de drive in e atendimento express