Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Quarentões e vacinados: estudo analisa perfis do online dating em Portugal

Quarentões e vacinados: estudo analisa perfis do online dating em Portugal

O estudo, conduzido por uma investigadora do ISCTE Media Lab, teve como objetivo perceber como os portugueses se representam nos perfis da plataforma de encontros online.

Pinterest Google+
PUB

Uma análise do ISCTE ao Felizes.pt, plataforma portuguesa de online dating, mostra que a idade média de utilizadores aumentou durante a pandemia – chegou aos 41,4 anos em 2021 – e também que 4 em cada 5 (de um total de 20 mil utilizadores) comunicaram que estão vacinados numa nova funcionalidade disponibilizada pelo portal.

 

O estudo, conduzido por Rita Sepúlveda, investigadora do ISCTE Media Lab, teve como objetivo perceber como os portugueses se representam nos perfis da plataforma de encontros online, em particular durante a pandemia, fase em que se registou uma grande afluência aos sites de encontros ‘online’.

 

A grande tendência a destacar é o aumento da idade média dos perfis, de 38,5 para os 41,4 anos. O relatório “Autoapresentação em plataformas de encontros: caracterização dos utilizadores do Felizes.pt” foi desenvolvido numa parceria entre o Felizes.pt, com 290 mil utilizadores, e o ISCTE.

 

A construção do “eu” online tornou-se comum para todas as pessoas com o desenvolvimento da tecnologia e a adoção do digital em quase todas as áreas e ferramentas que usamos no dia-a-dia, em especial durante as fases de confinamento causadas pela pandemia.

 

VEJA TAMBÉM: ESTAR SOLTEIRO: UMA ESCOLHA

 

Estilo de perfil

Quando se trata de plataformas de encontros online, a construção do perfil pessoal pode ter impacto direto no objetivo de cada um, como chamar a atenção de um potencial interessado e desencadeador de conversas.

 

De acordo com o relatório, o perfil do utilizador é resultado de dois aspetos: do que este pretende dar a conhecer sobre si; como se vê e da pessoa que o utilizador imagina que está a ver o seu perfil.

 

Existem vários dados que caracterizam os utilizadores do Felizes.pt, depois do início da pandemia, sendo que o que se destaca é a média de idades. A média referente à idade dos utilizadores tem vindo a aumentar, situando-se atualmente nos 41,4 anos, quando em 2018 se situava nos 38,5 anos e em 2020 nos 40 anos, idades estas superiores às dos tradicionais utilizadores de plataformas de online dating, cuja grande concentração se situa no intervalo 25-34 anos.

 

Assim, entre julho de 2020 e julho de 2021 a pandemia provocada pela Covid-19 não só trouxe mais utilizadores ao Felizes.pt, com um aumento de cerca de 20%, como esses utilizadores apresentam idades mais avançadas.

 

Encontros presenciais? “Estou vacinado”.

Para além da idade média dos utilizadores estar a aumentar, o estudo da plataforma revela outra tendência: depois do lançamento de uma funcionalidade de “stickers”, entre estes, um que permite aos utilizadores comunicarem se estão ou não vacinados, e que já foi utilizado por 20 mil utilizadores no seu perfil.

 

Entre esses 20 mil, 4 em cada 5 escolheu o sticker vacinado. Com o lançamento dos “stickers”, a plataforma desafiou os utilizadores a usarem a funcionalidade, prometendo doar 0,50€ por cada sticker no perfil à Unicef, de forma apoiar a campanha de vacinação em países emergentes – o Felizes.pt doou, no fim de agosto deste ano, 10.176€.

 

O fundador da plataforma, Rui Sousa, menciona que “os cuidados de higiene e segurança ganharam outra dimensão com a pandemia, e o certificado de vacinação ou a imunidade contra o vírus são temas importantes e contribuem para o engagement entre utilizadores da plataforma”, o que mostra que este é um aspeto premente na interação entre utilizadores da plataforma.

 

Artigo anterior

Cirurgia estética genital: o que é e em que consiste?

Próximo artigo

Dia Mundial do Coração: como prevenir as doenças cardiovasculares