Home»ATUALIDADE»EDITORIAL»Quando vamos deixar de assinalar o Dia da Mulher?

Quando vamos deixar de assinalar o Dia da Mulher?

Pinterest Google+
PUB

O Dia Internacional da Mulher celebra-se a 8 de março. Como a esmagadora maioria destes ‘dias’, foi instituído para chamar a atenção para uma causa, neste caso, a igualdade de direitos deste elemento da raça humana.

 

Parece incrível que, em pleno século XXI, já depois de o homem ter ido à lua, de todos os avanços fantásticos conseguidos pela humanidade, ainda é preciso lutar pelos direitos das mulheres, que, sabemos, ainda não são igualitários, mesmo nos ditos países civilizados.

 

Quando somos pequenos, temos esta noção de igualdade, e acreditamos nela. Depois, com o passar dos anos, vamos de facto verificando que não é bem assim. Pior, claro, nos países onde a mulher ainda tem um papel inferior ao homem.

 

Um relatório do Fórum Económico Mundial, divulgado no passado mês de novembro, diz que, com base nas tendências atuais, homens e mulheres por todo o mundo não receberão salários iguais até 2133. Leu bem, 2133. Ora bem, façamos as contas, ainda faltam 117 anos.

 

Nessa altura, já deveremos ir a Marte, mas ter o planeta Terra arrumado parece que afinal é bem mais difícil.

 

E não é que é mesmo?  Ora repare: a luta das mulheres pela igualdade de direitos já leva mais de cem anos na considerada sociedade ocidental.  O movimento pelos direitos das mulheres surgiu na passagem para o século XX, junto de grupos de trabalhadoras nos Estados Unidos e na Europa. Desde aí, ganhou uma dimensão global… a luta, não os direitos.

 

Pois, já virámos um século e parece que vamos ter de virar outro.

 

Por mim, e porque não estarei cá em 2133, recuso-me a aceitar esta realidade. Considero-me uma mulher livre, plena de direitos iguais aos dos homens. Talvez tenha tido sorte e nunca ter sido confrontada com esta realidade. Mas, ao surgir, é denuncia-la.

 

Feliz Dia da Mulher. E semana, e ano…

 

Artigo anterior

Privação do sono engorda

Próximo artigo

Sugestões para a primavera