Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Quando se deve parar de fazer tratamentos de infertilidade?

Quando se deve parar de fazer tratamentos de infertilidade?

A maioria dos casais considera a interrupção do tratamento extremamente traumática e um grande número sente ser profundamente afetado pela sua infertilidade.

Pinterest Google+
PUB

A maioria dos casais considera a interrupção do tratamento extremamente traumática e um grande número sente ser profundamente afetado pela sua infertilidade. Há também aqueles que já tiveram um filho, mas que ficam igualmente abalados quando descobrem que são incapazes de proporcionar-lhe um irmão ou irmã e completar a sua família. Tais casais devem também receber todo o apoio quer quando tentam engravidar quer quando acabam por desistir.

 

Depois de interromper o tratamento, alguns casais optam por esquecer tudo sobre ter uma família, enquanto outros tentam procurar formas diferentes para alcançar esse objetivo, como por exemplo a adoção.

 

VEJA TAMBÉM: ABORTOS DE REPETIÇÃO: ALGUMAS CAUSAS E ANOMALIAS

 

Noutros países, como no Reino Unido, existem ainda outras soluções, para além da adoção, para estes casais que desistiram dos tratamentos de infertilidade. Uma é serem famílias de acolhimento temporário. Este acolhimento é geralmente por um período limitado, até que a criança seja capaz de retornar à sua própria família, ser colocado para adoção ou viver de forma independente. Esta atividade de acolhimento torna depois mais fácil os elementos do casal serem pai/mãe adotivos e é também uma oportunidade para casais de pais mais velhos e de elementos do mesmo sexo, aos quais os serviços sociais tem mais relutância em entregar crianças para adoção.

 

O aspeto temporário do acolhimento pode ser emocionalmente e particularmente traumática para o casal que não tem outras crianças em casa. Os seus efeitos na criança também podem também ser nefastos. Uma outra alternativa é o casal oferecer a sua casa para o descanso de crianças gravemente incapacitadas enquanto, por exemplo, os seus pais tiram férias. Isso pode ser extremamente recompensador e muitos casais desenvolvem relacionamentos de longo prazo com as crianças e com as famílias que estão a apoiar desta forma.

 

Artigo anterior

As cidades onde os milionários compram casa

Próximo artigo

Cuidados de enfermagem integrados: um plano de saúde com energia positiva