Home»ATUALIDADE»EDITORIAL»Quando é hora de dar o salto

Quando é hora de dar o salto

Pinterest Google+
PUB

A Mood lança-se hoje com site próprio e integra também, a partir de agora, a rede de parceiros de conteúdos do portal da Microsoft, o MSN.

 

Numa altura em que o setor da comunicação social enfrenta grandes desafios, a Mood lança-se como projeto editorial consistente, que privilegia as notícias, reportagens e entrevistas que trazem vida para dentro do site.

 

A Mood nasceu dentro da rede SAPO, em janeiro de 2013. Na altura, ao desempenhar funções de editora do SAPO Mulher, vi a oportunidade de criar uma marca que trouxesse um aporte extra em termos de reportagens, entrevistas e notícias da área de lifestyle.

 

Desde logo, beneficiando da audiência do portal, teve uma grande visibilidade, tornando-se rapidamente num dos principais produtores de conteúdos dessa área.

 

Mas quem me conhece sabe que gosto (e preciso) de ter sempre novos desafios. É aliás uma adrenalina quase viciante. Buscar sempre mais e mais é o que nos move, a mim pelo menos!

 

Por isso, a partir do momento em que a ideia de a Mood ter um site próprio me surgiu na cabeça, nem mais saiu. Foi crescendo, crescendo, crescendo, até começar a ter contornos quase palpáveis. E daí à sua concretização foi um ápice.

 

E é assim que, a 5 de outubro – data marcante por sinal -, a Mood renasce em site próprio, onde afirma toda a sua identidade. Renasce também em parceria com um dos mais conceituados portais de conteúdos a nível mundial, o MSN. Por isso, a partir de agora, poderão encontrar  os conteúdos por nós produzidos aqui no site e também em MSN.pt.

 

Para além de toda a atualidade e dicas úteis, queremos sobretudo contar histórias inspiradoras, mostrar o “mood” que move pessoas e projetos. Refletir aquela paixão que nos faz agir. Queremos, por isso, inspirar, esclarecer, dar a conhecer…  mostrar o lado mais emocional e ativo da vida! Não é por acaso que se chama Mood…

 

 

Artigo anterior

UE assinala 30 anos de luta contra o cancro

Próximo artigo

Insights ou gestão de expectativas